Mostrando postagens com marcador testemunho. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador testemunho. Mostrar todas as postagens

20171217

ACOLHA O TESTEMUNHO PARA RECONHECER JESUS


No meio de vocês, está aquele que vocês não conhecem (Jo 1, 26).

Quando começamos o caminho do advento, eu tentei fazer um pequeno roteiro e o passei pra vocês. Nos quatro domingos do advento, há um programa para o nosso crescimento. No primeiro domingo, foi o tema da vigilância (aguardar Jesus acordados). No segundo domingo, o tema da conversão (esperar Jesus com uma vida santa). Chegamos ao terceiro domingo. O tema é o testemunho (reconhecer Jesus pelo testemunho). Bom, vamos ao texto.

No evangelho deste terceiro domingo do advento – João capítulo 1º  - , é apresentado um personagem central na preparação da vinda de Jesus: João. Esse nome se repete sete vezes neste evangelho. E há uma pergunta que se repete três vezes: “Quem és tu?”. É a pergunta dos enviados dos judeus de Jerusalém. “Quem és tu?” Querem saber quem é João. A dúvida é se ele é o Messias, o Elias ou o Profeta.

O Messias é aquele prometido por Deus de quem o profeta Isaías falou, o “ungido” pelo Espírito do Senhor para anunciar a boa nova aos humildes e a libertação dos oprimidos. João disse claramente: “Eu não sou o Messias”. O Elias era o profeta antigo que chegaria antes do Messias, segundo o profeta Malaquias. Esse converteria o povo para o encontro com o seu Senhor que estaria chegando. O Profeta parece ser também uma expectativa do povo: um grande profeta apareceria antes do Messias. João achou melhor se definir como aquele anunciador da chegada de Deus, descrito pelo profeta Isaías: “Voz que clama no deserto: preparem o caminho do Senhor”.

“Quem és tu?”. O próprio evangelista responde quem é João: Um homem enviado por Deus que veio dar testemunho da luz. Ele é a testemunha do Messias. A palavra “testemunho/testemunha” está repetida quatro vezes nesse evangelho. João é a Testemunha. Ele não é a luz, ele é a testemunha da luz. Ele apontará Jesus. Ele o apresentará ao seu povo, na hora certa.

E onde está Jesus de quem João está dando testemunho? Certamente, já está no meio do grupo que o escuta; daqui a pouco, vai entrar na fila para se batizar também. Os judeus querem saber quem é João. Pronto, já sabem. Ele não é o Messias. Ele é a testemunha da luz. Ele prepara o povo para acolher o Messias, que é a grande luz. Daqui a pouco João o apresentará. Então, é importante se preparar para reconhecer o Messias, acolhendo o testemunho de João. Um dia, mais na frente, João irá apresentar Jesus, quando o vir na fila do batismo: “Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”.

Mas, João adiantou uma coisa muito importante: “No meio de vocês, está aquele que vocês não conhecem”. Dá para entender essa palavra? “No meio de vocês, está aquele que vocês não conhecem”. Claro, o Messias já está no meio deles. Ele já está presente ali no meio daquele povo. Ou mesmo, pode-se entender, já está presente no meio do povo de Israel. Ele já está por ali.. O Messias já está presente. Falta reconhecê-lo, acolhê-lo. E o que fazer para reconhecê-lo? Resposta: acolher o testemunho de João. João nos diz quem é ele. João nos aponta Jesus.

Vamos guardar a mensagem

Estamos na preparação para o natal; e para o encontro com o Senhor que já veio (no natal), vem sempre e virá no último dia. Que passo a Palavra de Deus nos convida hoje a dar, depois de nos ter pedido vigilância e conversão? Acolher o testemunho sobre Jesus. É esse testemunho que nos fará reconhece-lo, pois ele já está entre nós. João é o modelo da testemunha de Jesus. João não é a luz, ele dá testemunho da luz que é Jesus, o Messias. Acolher o testemunho sobre Jesus para reconhecê-lo.

No meio de vocês, está aquele que vocês não conhecem (Jo 1, 26).

Vamos acolher a mensagem com uma prece

Senhor Jesus,
É engraçado que estejamos te esperando, pois tu já estás entre nós. Certo, voltarás glorioso um dia. Mas, hoje já estás conosco. Prometeste isto, ao voltar ao seio do Pai: “Eis que estarei com vocês todos os dias até a consumação dos séculos”. Para reconhecer-te hoje, precisamos acolher o testemunho que dão sobre ti. E quem dá testemunho sobre ti? João Batista, que é o modelo de testemunha; as Escrituras Sagradas; a tua Igreja; a minha comunidade. Eu mesmo dou testemunho de ti. Só acolhendo esse testemunho podemos reconhecer-te e descobrir-te presente no meio de nós. Seja bendito o teu santo nome, hoje e sempre. Amém.

Vamos vivenciar a palavra que meditamos

Fique atento, atenta. Da próxima vez que o ministro da Igreja disser: “O Senhor esteja convosco!”, abra bem a boca pra falar com toda convicção: “Ele está no meio de nós!”.

Pe. João Carlos Ribeiro – 17.12.2017


20171128

A HORA DO SEU GRANDE TESTEMUNHO

MEDITAÇÃO PARA A QUARTA-FEIRA, DIA 29 DE NOVEMBRO

É permanecendo firmes que vocês vão ganhar a vida (Lc 21, 19).
Jesus nunca disse que seria fácil segui-lo, caminhar com ele. Ontem, nos falou da grande crise da história, com imagens de guerra, terremoto, fome e peste. E nos disse para não pormos nossa confiança senão em Deus, não termos medo e não nos deixarmos enganar pelas falsas vozes que se levantam nesses momentos. Essa crise externa, no mundo, na sociedade, na história tem repercussões na nossa vida pessoal. É aí que entra a palavra de hoje.
Muita coisa ruim atinge os discípulos de Cristo, nesses momentos difíceis da história. A perseguição pode se abater contra nós, como já sucedeu tantas vezes na história e está acontecendo hoje, sobretudo em países do Oriente Médio. A perseguição está descrita no evangelho de hoje com muitos detalhes: ódio, delação dos próprios parentes, prisão, juízo diante dos poderosos, até morte.  
Nesse quadro de perseguição aos seu seguidores, Jesus nos deixa três conselhos. O primeiro conselho é deixar que Deus faça a nossa defesa. Ele nos dará as palavras certas a serem ditas. Ninguém vai poder rebatê-las. Colocar-se nas mãos de Deus, assim não preparar a própria defesa. Deus é quém vai nos defender.
O segundo conselho é este: manter-se confiante em Deus. Ele nos garante que, nessas situações, não perderemos nenhum fio de cabelo de nossa cabeça. Ele cuida de nós. Ele nos defende. Estamos em suas mãos.
O terceiro conselho do Mestre para esse tempo de perseguição é o seguinte: permanecer firmes, perseverar. É assim que vamos ganhar a vida. Não se trata apenas de vencer as batalhas dessa vida. A verdadeira vida não é aqui. Nos nossos embates, temos em vista não apenas os bens deste mundo, mas especialmente a vida definitiva e verdadeira que aqui apenas começa.
Por tudo isso, a hora da dificuldade, da provação, da perseguição é a grande hora do testemunho. ‘Essa é a hora em que vocês darão testemunho de sua fé’, disse Jesus. Testemunho é a proclamação silenciosa e forte de que cremos no Deus da vida, no bem e na verdade de que ele é fonte. O testemunho é um permanente convite a quem nos faz o mal a reconhecer e aderir ao bem. O testemunho é o bom exemplo a estimular quem está perto de nós ou caminha conosco a não abandonar o caminho do evangelho, por mais desafiador que nos possa parecer. ‘Essa é a hora em que vocês darão testemunho de sua fé’.
Vamos guardar a mensagem de hoje
No meio das crises do nosso mundo, e da grande crise que antecederá o fim da história humana, os seguidores de Jesus tornam-se particularmente alvo de perseguição. O ódio contra o Senhor pode nos levar a ser vítima de delações, prisões e muito sofrimento. Essa é a hora do nosso grande testemunho diante do mundo. Para este momento, pelo qual podemos passar mais cedo ou mais tarde, ele nos deixou três conselhos importantes: deixar que Deus faça a nossa defesa, manter-se confiante em Deus e permanecer firmes e perseverantes.
É permanecendo firmes que vocês vão ganhar a vida (Lc 21, 19).
Vamos acolher com uma prece a mensagem de hoje
Senhor Jesus,
Estamos sempre no meio de crises, maiores ou menores. Assim, teus conselhos são bem vindos para nos mantermos, com fidelidade, no teu caminho. Deus é o meu advogado, é ele quem me dá as palavras certas na hora da defesa. É nele que eu confio. Nada me atingirá, se ela não permitir. Desejo, Senhor, de todo coração, ficar firme, não esmorecer, não renegar minha fé, não fazer concessões ao mal. Seja bendito o teu santo nome, hoje e sempre. Amém.
Vamos praticar a palavra que meditamos hoje
Anote no seu diário espiritual, o caderno que você ficou de adquirir, ou na sua agenda a palavra de hoje: “É permanecendo firmes que vocês vão ganhar a vida” (Lc 21, 19).

Pe. João Carlos Ribeiro - 28.11.2017

20170625

Não tenham medo

Não tenham medo! Vocês valem mais do que muitos pardais (Mt 10, 31).

O que é o que medo faz com a gente? O medo da violência nos faz andar assustados. E viver trancados dentro de casa. O medo da opinião pública nos deixa silenciosos, calados. O medo de oposição nos incentiva a superficialidade e o jogo de aparência. O medo da perseguição nos  intimida. O medo nos tira do caminho da verdade, nos paralisa, nos cala.

Mateus Capítulo 10, o evangelho de hoje, é o Sermão de Jesus sobre a missão da comunidade. O Senhor manda os discípulos em missão, dá-lhes instruções e os encoraja a não terem medo da oposição e da perseguição.

Toda a história de Jesus foi de muita oposição, rejeição, perseguição. Basta-nos lembrar a matança das crianças de Belém no seu nascimento, as tentativas de prisão e apedrejamento nos poucos anos de seu ministério e a dolorosa morte de cruz. “Se fazem isso com a lenha verde, o que não farão com a lenha seca?”, disse Jesus às mulheres de Jerusalém que se lamentavam ao vê-lo no caminho do calvário (Lc 23).  

Postagem em destaque

Vá e faça a mesma coisa

Eu já andava desconfiado que o bom samaritano do evangelho fosse Jesus. Agora, já não tenho mais dúvidas. Bom, Jesus contou a históri...