PADRE JOÃO CARLOS - MEDITAÇÃO DA PALAVRA: Como você trata quem errou?

Como você trata quem errou?

 



   26 de fevereiro de 2024.   

Segunda-feira da 2ª Semana da Quaresma


   Evangelho.  


Lc 6,36-38

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 36“Sede misericordiosos, como também o vosso Pai é misericordioso. 37Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai, e sereis perdoados. 38Dai e vos será dado. Uma boa medida, calcada, sacudida, transbordante será colocada no vosso colo; porque com a mesma medida com que medirdes os outros, vós também sereis medidos”.

   Meditação.   


Sejam misericordiosos como também o Pai de vocês é misericordioso (Lc 6, 36)

Começamos a segunda semana da Quaresma. Toda a Quaresma é um programa de crescimento cristão, que poderíamos resumir no apelo à conversão cultivada pela oração, pela penitência e pela caridade. E este já é o 13º dia de nossa caminhada. Em foco, hoje, a caridade: como tratar quem errou.

Não julgar, não condenar, perdoar, doar. Quatro ações onde exprimimos nossa comunhão com Deus no confronto com quem errou. Nós somos seus filhos. Imitando-o, exprimimos nossa condição de filhos. Jesus nos disse: Sejam perfeitos como o Pai de vocês é perfeito. Sejam misericordiosos como também o Pai de vocês é misericordioso.

Ele é misericordioso. É mais pai do que juiz. Não é só imparcial e reto. Está escrito no Salmo: “Se levares em conta nossas faltas, Senhor, quem poderá subsistir? Mas, em ti, encontra-se o perdão” (Salmo 129). Nosso Pai é, sobretudo, misericordioso, não nos trata segundo nossas faltas.

Mesmo sendo nós os responsáveis pela morte de Jesus na cruz, o Pai não nos condenou. Antes, pelo sacrifício oferecido pelo seu filho, abriu a porta da reconciliação e da restauração aos pecadores. Pela cruz, ofereceu o perdão.

Doar, emprestar, partilhar... são atitudes que copiam o modo como Deus, generosamente, cuida de nós, e, em sua providência, nos alimenta, nos veste e sustenta. O convite é para sermos misericordiosos como o nosso Pai, por isso: não julgar, não condenar, perdoar e doar com generosidade.

Uma atitude muito comum de nossa parte em relação a quem errou, quando não é o juízo e a condenação sumária, é a indiferença. Pela indiferença, nos isentamos de sofrer com o outro, de ser solidários com a dor alheia. Ser misericordioso é interessar-se pela vítima e também pelo faltoso. Não se trata de acobertar o seu erro, mas de encontrar caminhos para que ele se recupere, se emende, se converta.

Acrescenta ainda o Senhor que seremos tratados como tratarmos o nosso semelhante, em sua necessidade e em sua fragilidade. Não julgando, não seremos julgados. Não condenando, não seremos condenados. Perdoando, seremos perdoados. Doando, receberemos ainda mais. Com a mesma medida com que medirmos os outros, seremos também medidos. É exatamente isso que cantamos na Oração de São Francisco: "Ó Mestre, fazei que eu procure mais consolar que ser consolado. Compreender que ser compreendido. Amar que ser amado. Pois é dando que se recebe. É perdoando que se é perdoado. E é morrendo que se vive para a vida eterna".




Guardando a mensagem

Imitamos Deus no amor aos irmãos, particularmente pelos mais frágeis e sofredores. Esse amor se manifesta particularmente no confronto com os que erram. Nessa condição, o amor e o respeito pelos que cometeram erros se mostram em não julgá-los, nem condená-los. Ao contrário, oferecemos-lhe o perdão. Não somos juízes do nosso irmão. Isso não quer dizer que estejamos de acordo com o seu erro. Isso quer dizer que não nos arvoramos em juízes dele, pois também somos fracos e pecadores. Longe de cultivar ódio ou indiferença, oferecemos-lhe uma nova chance. Isso não o isenta de ser penalizado na forma da lei pelos seus atos, quando seu comportamento entra em conflito com a norma. Mas, não o abandonamos no seu erro. Oferecemos-lhe o caminho da regeneração, do perdão. Assim, imitamos o modo misericordioso com que Deus nos trata, procurando ser misericordiosos como ele.

Sejam misericordiosos como também o Pai de vocês é misericordioso (Lc 6, 36)

Rezando a palavra

Senhor Jesus, 
o teu apelo à misericórdia, ao tratamento fraterno de quem errou, ao perdão das ofensas é muito oportuno. Vivemos em meio a relacionamentos agressivos, intolerantes, violentos nas palavras e nas atitudes. E aos poucos vamos nos tornando também nós agressivos, intolerantes, violentos, quando deveríamos levar para a sociedade um testemunho de fraternidade, de diálogo, de compromisso com a paz. Este é o testemunho que se espera dos teus seguidores, dos filhos e filhas do Pai da Misericórdia. Senhor, ajuda-nos a enfrentar o dia-a-dia difícil da luta pela sobrevivência e a defesa da justiça e da paz com o coração desarmado, pautando-nos pela misericórdia e distanciando-nos de polarizações inúteis e destrutivas. Seja bendito o teu santo nome, hoje e sempre. Amém.

Vivendo a palavra

Faça, hoje, um exame de consciência. Veja se identifica alguma pessoa do seu círculo de amizade ou de sua história de vida que tenha cometido um erro razoavelmente grave. Diante dessa pessoa, o seu comportamento foi misericordioso?

Comunicando

Uma palavra de gratidão a todos que contribuíram para o êxito do show que apresentei, ontem, no Teatro Boa Vista, no Recife: casa cheia, um momento de forte espiritualidade. A quem participou, a quem divulgou, a quem rezou: muito obrigado. 

Hoje à noite, às 20:30, teremos uma reunião online com o grupo que está se preparando para a peregrinação à Itália (aos lugares de São Francisco de Assis e de Dom Bosco), no próximo mês de outubro. Ainda temos 5 vagas. Se você quiser mais informações, entre em contato pelo nosso WhatsApp 81 3224-9284. 

Pe. João Carlos Ribeiro, sdb

22 comentários:

  1. A sua benção padre João Carlos bom dia paz e bem. Esse Evangelho é belíssimo toca o nosso coração. Que a misericórdia de Deus caia sobre todos nós.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Padre, sua reflexão tão simples e iluminada pelo Espírito Santo que toca na alma Gratidão. Eu comecei a receber o Evangelho do dia através do meu marido que a muitos anos compartilha suas reflexões. Ele se chama De Assis de Itinga do Maranhão.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia padre João Carlos sua bênção que espirito santo nós enchem de amor para perdoar a que nos ofende

    ResponderExcluir
  4. Glória a Vós Senhor!
    A lei Divina é perfeita mesmo, nos afirma, nos ensina e nos prova que tudo que fizermos aos irmãos receberemos igualmente nem mais nem menos.
    Porque DEUS é Misericordioso, más é sempre justo, o sol e a chuva são iguais pra todos, pagamos e recebemos o mesmo preço baseados na justiça e nos conceitos do Reino.
    Portanto se queremos ser bem tratados, precisamos tratar a todos da melhor forma possível, isso independe se você é patrão ou subordinado, Pai ou filho, esposa ou esposo, amigo ou até mesmo inimigo, pois quando DEUS criou o segundo maior dos mandamentos "amai o próximo como a ti mesmo", não definiu quem e nem a ordem dos escolhidos, melhor dizendo, devemos amar a todos sem distinção alguma.
    E com todos exemplos deixados nos provou que é possível, porque Ele sendo DEUS também nasceu e viveu como homem e suportou tudo até o fim sem pecar e nem julgar nossas faltas e nossos pecados por amor a humanidade, assim devemos entender que também fomos criados para amar, para servir sendo misericordiosos e piedosos como a imagem é semelhança do nosso Senhor,.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Pe João Carlos, sua benção, que Deus e Nosso Senhor Jesus Cristo, nos abençoe com saúde e paz a minha e a minha família. Peço oração a Deus e a nosso Pe João Carlos, por minha sobrinha, que vai fazer uma cirurgia hoje, que corra tudo bem com ela. Amém 🙏

    ResponderExcluir
  6. Cláudio Siqueira ✅️26/2/24 08:15

    Padre João Carlos sua benção Obrigado padre João Carlos por todos os dias nos renovar em Cristo 🙌🏻🙌🏻🙌🏻 Deus proteja nossas Famílias 🙌🏻 🙌🏻🙌🏻🙌🏻

    ResponderExcluir
  7. SENHOR! Sofri ofensa grave. Me dê forças para perdoar. Eu não consigo. Eu creio em ti MUITO, mas aumentai a minha fé. Abençoe meu filho Ivan. Amém

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graça e paz amada, li seu comentário e senti forte do Espírito compartilhar com você algo. O perdão é difícil mesmo, mas e quanto nós olharmos pelas nossas forças em perdoar , não conseguiremos, precisamos olhar pra cruz assim como o pai te perdoou e você quer o perdão e a benção do pai pra você e seu filho e você deve fazer uma oração de decisão: Eu seu nome no caso diga Senhor eu não consigo perdoar fulano me fez assim assim vai falando o pai quer que você seja sim está seu coração ser verdadeira e ser um adorador arrependido e diga pai eu não consigo, mas pela fé eu decido perdoar fala o nome da pessoa e diz pai eu perdoo pela decisão de perdoar olhando pra cruz assim como eu não merecia o perdão eu decido dar o perdão vai dizendo eu perdoo por isso isso vai falando oque a pessoa fez no final diga pai agora me ajuda a não me sentir ofendida me cura senhor e me ajuda a não ficar com a dor da ofensa me livra no nome de Jesus amém , você verá o sobrenatural sobre a sua vida através dessa oração com entendimento! Deus te abençoe grandemente com amor Zane Albano ❤️‍🔥❤️‍🔥❤️‍🔥

      Excluir
  8. Padre João Carlos sua benção. Obrigada pela suas orações.

    ResponderExcluir
  9. Bom Dia Amém 🙌🙌

    ResponderExcluir
  10. Boa Tarde padre João Carlos, obrigado pela partilha da meditação da palavra do Senhor.

    ResponderExcluir
  11. Bom dia. e Gratidão pôr esse momento de reflexão no santo Evangeio🙏🏻🌹🙏🏻🌹🙏👏👏

    ResponderExcluir
  12. Bom dia. eu só tenho que agradecer 🙏🏻🌹🙏🏻

    ResponderExcluir
  13. Bom dia a todos e obrigada pela meditação Padre João Carlos. Agradeço a Deus por tudo que nos dá todos os dias e hj em especial pelo livramento com o meu netinho que derrubou um móvel em cima dele e pela graça de Deus nada aconteceu. Peço saúde para mim e toda minha família filhos, netos, genros e nora e todos. Senhor, Te peço a cura da Clarinha uma moça maravilhosa que está com câncer de mama, muito agressões vai fazer a cirurgia para tirar as duas mamas. Ela é uma menina de muita fé. Livra nosso país do comunismo eu Te imploro amém.

    ResponderExcluir
  14. Que Deus sempre abençoa O senhor mensagem muito linda amém

    ResponderExcluir
  15. Boa Noite Padre João Carlos, sua Benção Juberlita de São José do Egito-PE, MUITO
    profunda a meditação de hoje, nos leva a meditar com muita serenidade sobre a PAZ imperturbável da Alma!!

    ResponderExcluir
  16. Obrigada senhor por mais uma semana que se inicia, que tenhamos uma semana abençoada, e cheia de bênçãos de Deus.
    Amém, gratidão senhor por tudo.

    ResponderExcluir
  17. Boa tarde 🌺 obgda pela reflexão 😊

    ResponderExcluir
  18. Ó Deus, luz de nosso caminhar, eu LHE agradeço pela vida de São Porfírio. Contudo, me ajude seguir o caminho do discipulado, do perdão, do profetismo, do amor, do serviço, da generosidade, da misericórdia, da fidelidade, da justiça, da oração, da aliança e da benevolência. Me ajude cumprir os VOSSOS mandamentos e a VOSSA lei. Me ajude fugir do pecado, da injustiça, da impiedade, da rebeldia e da infidelidade. Me ajude ouvir, aprender, viver e ensinar a VOSSA palavra. Me ajude evitar o julgamento e a condenação. Isso eu LHE peço por Cristo Nosso Senhor. Amém.

    ResponderExcluir
  19. Boa noite. Padre João Carlos sua benção obrigada por me enviar as meditações todos os dias.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião.
Desejando comunicar-se em particular com o Pe. João Carlos, use esse email: padrejcarlos@gmail.com ou o whatsapp 81 3224-9284.

Postagem em destaque

Os pequeninos do evangelho.

   17 de julho de 2024    Memória do Bem-aventurado Inácio de Azevedo,  presbítero, e companheiros, mártires    Evangelho.      25Naquele te...

POSTAGENS MAIS VISTAS