02 janeiro 2018

BENDITO SEJA O SANTÍSSIMO NOME DE JESUS

MEDITAÇÃO PARA QUARTA-FEIRA, DIA 03 DE JANEIRO DE 2018
Eu vi e dou testemunho: Este é o Filho de Deus!  (Jo 1, 34)
Todo o evangelho é uma apresentação da pessoa de Jesus. E um convite ao seu seguimento. Toda a Escritura nos aponta a pessoa do filho de Deus e Salvador, realizador das promessas do Pai. O trecho do evangelho de São João  (João 1, 29-34), lido hoje na liturgia da Igreja, nos apresenta João Batista no auge do exercício de sua missão de precursor, apontando Jesus ao povo: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo”.
De uma maneira especial, Jesus está sendo hoje apresentado por João Batista. Sobre Jesus, nessa passagem, ele diz sete coisas: Ele é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo; Ele passou à minha frente; Eu não o conhecia, ele existe de mim; Vim batizar com água para que ele fosse manifestado a Israel;  Eu vi o Espírito Santo descer e permanecer sobre ele; É ele que batiza com o Espírito Santo; Ele é o filho de Deus. Sete revelações de João Batista sobre Jesus.
Hoje, nós estamos celebrando o Santíssimo Nome de Jesus, uma memória facultativa na liturgia. O Anjo tinha dito que ele se chamaria Jesus, dando o significado do seu nome: “pois ele salvará o povo dos seus pecados”. O nome da pessoa, na tradição bíblica, tem a ver com a missão que ele vai realizar. O nome “Jesus” tem então o peso de sua missão: salvar o seu povo dos seus pecados. Ora, é isso que João Batista está avisando no deserto: “ele é o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”.
Por que João Batista chamou Jesus de “cordeiro”? Bom, na celebração anual em que os hebreus recordavam a saída do Egito, cada família oferecia a Deus um cordeiro, e o comia assado numa refeição. Assim tinham feito antes de partir do Egito, rompendo com a escravidão de quatrocentos anos. O sangue do cordeiro, ungindo suas portas, os defendeu do anjo exterminador que matou os primogênitos dos egípcios.  A cada ano, os judeus comiam a páscoa, esta refeição do cordeiro sacrificado pelo qual recordavam a grande obra de Deus que os libertou da escravidão do Egito. Na páscoa do ano 33, Jesus foi o cordeiro sacrificado, oferecido  pela libertação do seu povo e de toda a humanidade, de todos os que estavam mergulhados na escravidão do pecado desde Adão. Ele é o cordeiro de Deus, sacrificado em oferta a Deus, oferecido em nosso favor, cujo sangue nos redimiu de nossa culpa.
Na primeira carta de João, está escrito: “Vocês sabem que ele se manifestou para tirar os pecados e que nele não há pecado. Todo aquele que peca mostra que não o viu nem o conheceu”.  Em atenção à Palavra de Deus hoje, nos aproximemos mais do Senhor Jesus, agradecendo pelo dom de sua vida entregue em nosso favor, pedindo-lhe a graça de viver santamente, vencendo o pecado que está em nós e que está no mundo.
Vamos guardar a mensagem de hoje
Hoje, celebramos o Santíssimo Nome de Jesus. A primeira coisa que a gente conhece de uma pessoa é o seu nome. O nome é como uma identidade pessoal. No povo da Bíblia, o nome tem a ver com a missão que a pessoa recebeu. O anjo Gabriel disse porque o menino se chamaria Jesus, deu o significado do seu nome: “porque ele salvaria o seu povo dos seus pecados”.  O ponto mais alto do serviço missionário do Batista foi revelar Jesus presente no meio do povo e apontá-lo como cordeiro de Deus. Esse é o objetivo dos evangelhos: apresentar-nos o Senhor Jesus, para que o acolhamos na fé e o sigamos com amor. A resposta ao anúncio de Jesus salvador é a sua acolhida como seu pastor e guia, como seu amigo e salvador.
Eu vi e dou testemunho: Este é o Filho de Deus!  (Jo 1, 34)
Vamos acolher a mensagem com uma prece
Senhor Jesus,
Pela tua encarnação e morte de cruz, o Pai te exaltou soberanamente e te deu o Nome que está acima de todo nome, para que ao teu Nome, Jesus, todo joelho se dobre no céu, na terra e nos infernos. E toda língua confesse, para a glória de Deus Pai, que tu és o Senhor. Seja bendito o teu santo nome, hoje e sempre. Amém.
Cf. Fl 2, 9-11.
Vamos viver a palavra que meditamos
Você sabe o que é uma jaculatória?! É uma oração pequeninha, que a gente fica repetindo muitas vezes durante o dia. A dica é você repetir muitas vezes, no dia de hoje, essa jaculatória: “Bendito seja o santíssimo Nome de Jesus”.

Pe. João Carlos Ribeiro – 03.01.2017

Nenhum comentário: