Mostrando postagens com marcador desvios. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador desvios. Mostrar todas as postagens

09 julho 2017

OS TRÊS DESVIOS

Eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos (Mt 11, 25).

Que bela vocação a nossa, sermos cristãos. Somos discípulos de Jesus, seus seguidores. O domingo, celebração semanal da páscoa com Jesus, é uma bela ocasião para sublinharmos essa nossa sublime vocação. É com Jesus, que nós aprendemos a viver como filhos de Deus. Mas, é triste perceber que nem sempre somos fieis a esse grande amor com que ele nos escolheu. “Não foram vocês que me escolheram, fui eu que escolhi vocês”. Aliás, distanciamento do Evangelho e infidelidade é que não faltam em nosso caminho.

A Palavra de Deus deste domingo (14º domingo do tempo comum) pode nos ajudar a corrigir algumas tendências negativas que estão presentes em nosso comportamento. Elas poderiam ser descritas em três tentações. A primeira, a tentação de só dar valor a gente grande. A segunda, a tentação de apoiar o autoritarismo. E a terceira, a tentação de amar as coisas do mundo. São modos de ser que estão na contramão da vocação cristã, coisa de quem não assimilou o Evangelho.   

Tomemos essa primeira tendência: SÓ DAR VALOR A GENTE GRANDE. Nada mais antievangélico do que essa atitude que cultua a grandeza, a riqueza e o saber humano. No Evangelho de hoje, Jesus louva o Pai exatamente porque ele dá valor ao pequeno. “Eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos” (Mt 11, 25). O pequenino é o que está em desvantagem na sociedade, o doente, o idoso, o marginalizado... O Pai revelou o Reino aos pequeninos, não à elite do povo hebreu. Cristão é o que pensa e age como o Pai: dá valor aos pequenos.