20210726

O DIABO AINDA NÃO SE APOSENTOU



27 de julho de 2021

EVANGELHO


Mt 13,36-43

Naquele tempo, 36Jesus deixou as multidões e foi para casa. Seus discípulos aproximaram-se dele e disseram: “Explica-nos a parábola do joio!” 37Jesus respondeu: “Aquele que semeia a boa semente é o Filho do Homem. 38O campo é o mundo. A boa semente são os que pertencem ao Reino. O joio são os que pertencem ao Maligno. 39O inimigo que semeou o joio é o diabo. A colheita é o fim dos tempos. Os ceifadores são os anjos. 40Como o joio é recolhido e queimado ao fogo, assim também acontecerá no fim dos tempos: 41O Filho do Homem enviará os seus anjos e eles retirarão do seu Reino todos os que fazem outros pecar e os que praticam o mal; 42e depois os lançarão na fornalha de fogo. Ali haverá choro e ranger de dentes. 43Então os justos brilharão como o sol no Reino de seu Pai. Quem tem ouvidos, ouça”.

MEDITAÇÃO


Como o joio é recolhido e queimado ao fogo, assim também acontecerá no fim dos tempos (Mt 13, 40)

O que é que a gente faz com tanta maldade nesse mundo? Não dá pra gente criar um mundo separado. Os fariseus tinham esse complexo. Eles se sentiam os santos e queriam viver apartados dos pecadores. Jesus ensinou que a gente precisa saber conviver com todo mundo, sem ser todo mundo. Precisamos aprender com Deus que é tolerante, paciente, lento em julgar. No livro do Êxodo tem essa apresentação de Deus: “Deus misericordioso e clemente, paciente, rico em bondade e fiel, que conserva a misericórdia por mil gerações, e perdoa culpas, rebeldias e pecados, mas não deixa nada impune” (Ex 33).

Jesus contou a parábola do joio e do trigo. Um homem semeou boa semente de trigo em seu campo. De noite, veio o inimigo e semeou o joio. Cresceram juntos, trigo e joio. Quando começaram a aparecer as espigas, notou-se que no meio do trigo havia o joio. Na verdade, não é fácil diferenciá-los. O joio tem cara de trigo. Mas, as espigas são diferentes. Os grãos do joio não são bem organizados na espiga como os do trigo e são venenosos. Os empregados queriam arrancá-lo. Mas, o proprietário não deixou. Isso afetaria gravemente o trigo. É que as raízes do joio são rasteiras e saem se entrecruzando com as do trigo. Deixassem chegar o tempo da colheita. Aí, sim, arrancariam primeiro o joio e o queimariam. E recolheriam o trigo no celeiro.

Jesus, à parte, em casa, com os discípulos deu uma explicação a essa parábola. O homem que semeia a boa semente é ele mesmo, Jesus. O trigo são os que pertencem ao Reino. O joio são os que pertencem ao maligno. No fim dos tempos, os anjos farão a ceifa. E cada um terá o seu destino: os maus para o fogo eterno, os justos para a glória.

Uma primeira lição é nos precaver, vigiando para que a nossa plantação não seja infectada pelo joio. O inimigo age na calada da noite, "enquanto todos dormem", como Jesus contou na parábola. A semente boa tinha sido plantada durante o dia. Plantar durante o dia, ótimo, mas vigiar também para que, de noite, não venha o inimigo e infiltre o joio na plantação. É preciso estar vigilante também durante a noite. O dia pode representar a clareza e a transparência com que a gente precisa agir. Quando a coisa é pública, é comunicada, é acompanhada por outros, o mal fica com menos chance. Coisas escondidas, conversas à meia voz, segredinhos... são campo fértil para a ação do inimigo. Claro, uma coisa é o direito à privacidade. Outra, a ação às escondidas acobertada pela mentira, pela falsidade, pela impunidade. É aí que o mal se infiltra, que o inimigo semeia o joio em nossa plantação.

Uma segunda lição é, que neste mundo, vivemos misturados joio e trigo. Não é o caso de adotarmos o jeito fariseu de querer viver separados, de formarmos guetos cristãos. Somos fermento na massa. Mesmo vivendo com todo mundo, não podemos ser todo mundo. Os valores do Reino é que nos guiam, não os valores do mundo. Jesus mesmo pediu, em prece, ao Pai, na última ceia, que não nos tirasse do mundo, mas nos livrasse do maligno. O nosso lugar é o mundo mesmo, junto com o joio. Mas, não para nos tornarmos joio, mas antes para ajudar o joio a dar bons frutos, não frutos venenosos. De toda forma, Deus é quem é o juiz. Assim, já sabemos que o fim do joio é muito ruim. Para o celeiro, só vai o trigo.

Guardando a mensagem

O mal existe. O diabo ainda não se aposentou. Nem está de férias. E tem muitos assessores. E aproveita quando o agricultor dorme, para plantar sua semente ruim na sua vida, na vida de sua família, em sua comunidade, em nosso país. É preciso vigilância. O mundo é movido por muitos interesses, nem todos eles legítimos. A parábola do joio e do trigo também nos estimula a tomar distância de coisas escondidas, de situações dúbias, de escolhas duvidosas em situações de pouca clareza. Outra lição desta parábola é a necessidade de, mesmo vivendo próximos joio e trigo, continuarmos a ser trigo, não nos deixando influenciar pelo mal. Como fermento na massa, sejamos nós a influenciar em favor do bem, da justiça, da paz, da fraternidade.

Como o joio é recolhido e queimado ao fogo, assim também acontecerá no fim dos tempos (Mt 13, 40)

Rezando a palavra

Senhor Jesus,
Tu nos ensinaste a rezar, no Pai Nosso, “Livrai-nos do mal”. Ajuda-nos, Senhor, a estar vigilantes para que o inimigo não semeie joio na nossa plantação de trigo, na nossa família, na nossa comunidade. Ensina-nos a conviver com quem é joio, sem exclui-lo, mas sem imitá-lo ou deixar-nos cooptar pela desonestidade, pela infidelidade, por suas más ações. Antes, sejamos capazes de ajudá-los a dar frutos bons, antes que chegue o dia final da colheita. Seja bendito o teu santo nome, hoje e sempre. Amém.

Vivendo a palavra

Você está conseguindo conviver bem com pessoas que não pensam como você? que não crêem como você? Pense nisso.

Pe. João Carlos Ribeiro, sdb

11 comentários:

  1. 🙏🙏🙏🙏Que Jesus nos ajude a seguir firme seu caminho, sem ser enganado pelo joio.

    ResponderExcluir
  2. O Senhor é bom o tempo todo e é preciso que estejamos atentos para não caiamos nas armadilhas inimigas. Senhor daí a sabedoria de saber entender quem são esses inimigos.

    ResponderExcluir
  3. Convivermos entre diferenças nada fácil e respeitar-los,então é outro desafio,portanto diante das supostas situações Deus esteja sempre entre cada atitude que venham nortear,orientar nossas ações.Transforme-se em bençãos e respeito sem perder de vista a graça de abraçar os atos justos mesmo diante das injustiça Sócias,pois também temos nossas ações ruins portanto justifica que precisamos conviver com todos,tentar absorver as partes boas sem querer machucar as pessoas,Cristo quer nossa compreensão do Viver pra ele em favor do bem comum, depois das etapas da vivência diária respeitosa cada um constrói sua vida segundo as escrituras voltando pra casa de pai ou no pior situação,sofrer as consequências de escolhas erradas,portanto dai endiante vê a importância de uma vida regida pelos ensinamentos dados por Cristo,que não custa nada observando os benefícios.As separações acontecem sim,faz parte do ciclo da Vida,dai justifica que havendo obediência o bem segue sua vida normal portanto o evangelho é a luz da razão com os olhos Divino.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho dificuldade com a convivência,tenho pouca paciência.nao gosto da opinião dos evangélicos,tenho muito preconceito e não convivo com neo pentecostais.

      Excluir
  4. Bom dia Padre João Carlos, suas bênçãos e obrigado pelas palavras recebidas e cantadas e estaremos em Oração para o Amor na Fé e no Discernimento e que Jesus nos ilumine Sempre com seu Amor sem fim. Salve Maria 🙏

    ResponderExcluir
  5. Padre João Carlos que o senhor tenha um ótimo dia abençoado e iluminado que papai do céu te proteja sempre e nossa senhora auxiliadora envolve o senhor no seu caminho.
    Padre João Carlos eu vou te contar o que já aconteceu comigo quando eu trabalhava numa Empresa o gerente me chamou atenção pela a amizade que eu tinha com uma amiga de trabalho, no trabalho falando que não era amizade para mim, pois padre eu lhe respondi e ele não falou mais nada ficou calado, disse a ele que a vida que ela tinha lá de fora da empresa eu não tinha nada
    ver,eu não andava com ela e não tomava conhecimento que ela fazia e não era da minha conta, ela era amizade de trabalho da nossa atividade.
    E padre tem outra história da mesma empresa mais lugar diferente antes dessa colega de trabalho chegar já estava isolado ela porque ela gostava de chamar palavra não p
    adequada, não a isolei foi a única até hoje que eu tenho contato do tempo que trabalhava, conheci sua mãe seus filhos e seu companheiro, quando me ver faz uma festa . desculpa padre eu ter dado isso tudo não é preciso se afastar dos diferente olha se eu tivesse feito isso não teria essa pessoa que me diz que sou sua amiga para sempre.
    🙋🙏😇🌟🌟🌟🌹
    Amar os outros é conviver com as diferenças.
    Procuramos vive-lo em todos os nossos relacionamento e todas as nossas atividades,em nome de Jesus Cristo.
    Ser diferente não é fácil as vezes são isolados de tudo e de todos.
    Devemos ser cidadão de um mundo que conhece a diferença e respeita.
    🙋🙏😍🌹💕


    ResponderExcluir
  6. Você está conseguindo viver com pessoas que não pensam como vc e vivem diferente de vc? Não é fácil, mas é possível. O joio está espalhado em todos os lugares. É preciso identificá-lo!

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde Padre João Carlos. Linda tarde com saúde, paz e sabedoria.
    A semente da palavra de Deus destrói qualquer joio. Que Deus nos dê força para seguirmos seu caminho com fidelidade, esperança e fé sem sermos prejudicados pelo joio.
    Deus abençoe grandemente Padre João Carlos e todos da AMA. Fiquem com Deus.
    Ester de Campinas São Paulo.

    ResponderExcluir
  8. Deus da vida, eu LHE agradeço por ser VOSSO discípulo missionário. Contudo, me conceda a graça de rezar cada vez melhor. Me conceda a graça de adorá-Lo com fé e confiança. Me conceda a graça de ficar sempre no interior da VOSSA IGREJA. Me conceda a graça de invocar o VOSSO nome. Me conceda a graça de ser misericordioso, clemente, paciente, justo, bom e fiel. Me conceda a graça de perdoar diuturnamente. Me conceda a graça de fazer bons jejuns. Me conceda a graça de caminhar com o meu SALVADOR. Me conceda a graça de viver os dez mandamentos. Me conceda a graça de ser uma boa semente. Me conceda a graça de fugir do pecado e do mal. Isso eu LHE peço por Cristo Nosso Senhor. Amém.

    ResponderExcluir
  9. Que possamos sermos felizes, pacientes,tolerantes que nem o trigo. Temos que dar bons ensinamentos aqueles que precisam da palavra do Pai para estarmos unidos,é felizes para sempre.

    ResponderExcluir
  10. Boa noite padre João Carlos sua bênção no mundo que vivemos existe muitos joio Deus nós livres de não seguir esses caminho Deus nós dê a fé de não ser prejudicados pelo maldito joio Deus seja louvado amém 🙏🙏 Nilza Maria de jardim paulista Pernambuco paz e bem

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião.
Desejando comunicar-se em particular com o Pe. João Carlos, use esse email: padrejcarlos@gmail.com ou o whatsapp 81 9.9964-4899.