PADRE JOÃO CARLOS - MEDITAÇÃO DA PALAVRA: OS SETE AIS (PRIMEIRA PARTE)

OS SETE AIS (PRIMEIRA PARTE)



13 de outubro de 2021

EVANGELHO


Lc 11,42-46

Naquele tempo, disse o Senhor: 42“Ai de vós, fariseus, porque pagais o dízimo da hortelã, da arruda e de todas as outras ervas, mas deixais de lado a justiça e o amor de Deus. Vós deveríeis praticar isso, sem deixar de lado aquilo. 43Ai de vós, fariseus, porque gostais do lugar de honra nas sinagogas, e de serdes cumprimentados nas praças públicas. 44Ai de vós, porque sois como túmulos que não se veem, sobre os quais os homens andam sem saber”.
45Um mestre da Lei tomou a palavra e disse: “Mestre, falando assim, insulta-nos também a nós!” 46Jesus respondeu: “Ai de vós também, mestres da Lei, porque colocais sobre os homens cargas insuportáveis, e vós mesmos não tocais nessas cargas, nem com um só dedo”.

MEDITAÇÃO


Ai de vocês, fariseus! (Lc 11, 42)

Não basta sermos religiosos. Precisamos ser verdadeiros, autênticos. No tempo de Jesus, o povo de sua terra era muito religioso. Sobressaiam os fariseus, uma confraria de homens devotos e praticantes da Lei. No final do primeiro século, quando os judeus tinham perdido a guerra contra os romanos e tinham se espalhado pelo estrangeiro, a influência dos fariseus ficou ainda mais forte. Eles pareciam ter o modo mais certo e seguro de praticar a sua religião. Neste contexto, as comunidades cristãs, que nasceram no seio das comunidades judaicas, ficaram meio inseguras. Foi nesse tempo que os evangelistas reuniram em seus escritos as críticas que Jesus tinha feito àquela religiosidade baseada no cumprimento da Lei.

Os antigos profetas, às vezes, ficavam bravos com o povo e com suas lideranças quando se desviavam da Aliança com Deus. Nessa oportunidade, eles lançavam os “ais” sobre o povo. Era uma forma de condenação das coisas erradas que estavam acontecendo. Jesus também se utilizou desse expediente. No caso dos fariseus, por exemplo, ele foi forte. No texto de hoje, tem quatros “ais” lançados contra a religiosidade doentia deles.

O que Jesus disse sobre os fariseus daquele tempo, com certeza, também serve para nós, hoje. A nossa prática religiosa pode sempre ser corrigida e melhorada, não é verdade? Então, vamos ouvir com atenção os “ais” de Jesus contra os fariseus. E se a carapuça cair em nossa cabeça, vamos assumi-la como uma chamada de atenção de Jesus para sermos mais verdadeiros e autênticos.

O primeiro “ai de vocês, fariseus” foi uma denúncia do seu legalismo. Eles se concentravam em coisas secundárias e deixavam de lado as mais importantes. Pagavam o dízimo de coisas pequenas (por exemplo da hortelã, do arruda, de outras ervas), mas deixavam de lado a justiça e o amor de Deus. Legalismo.

O segundo “ai de vocês, fariseus” foi uma denúncia de sua busca de privilégios. Eles eram bem vistos e reverenciados pelo povo. Assim, adoravam ser saudados pelo povo nas praças e disputavam lugares de honra nas sinagogas e nos jantares. Busca de prestígio e de privilégios.

O terceiro “ai de vocês, fariseus” foi uma denúncia contra o culto da aparência. Jesus os comparou com túmulos escondidos debaixo da grama por onde se anda. O externo é uma coisa, o interno... sai de perto. O culto da aparência.

O quarto “ai de vocês, mestres da Lei” foi uma denúncia de sua incoerência. Não faziam o que pregavam. Sobrecarregavam o povo de cargas insuportáveis, mas eles mesmos não mexiam uma palha. Incoerência.

Guardando a mensagem

Uma religiosidade baseada no cumprimento de normas, como a que viviam os fariseus, corre o risco de ser uma coisa estéril, com graves defeitos: legalismo, busca de privilégios, culto da aparência e incoerência. Fingindo o louvor de Deus, estão na verdade defendendo seu status quo e ampliando seus privilégios. A verdadeira religião leva à conversão do coração, à verdade, à caridade, à fraternidade.

Ai de vocês, fariseus! (Lc 11, 42)

Rezando a palavra

Senhor Jesus,
As críticas que dirigiste aos fariseus nos assustam. E nos assustam porque o farisaísmo é sempre uma tentação permanente em nossa vida. Mas é sempre muito bom ouvir tua palavra que nos corrige, nos adverte, nos orienta no caminho da verdade e da vida. Concede, Senhor, que, apesar de nossa fraqueza, o teu Santo Espírito nos conduza pelos teus caminhos. Tu, Senhor, és o caminho, a verdade, a vida. Seja bendito o teu santo nome, hoje e sempre. Amém.

Vivendo a palavra

Dentro do espírito missionário desse mês, compartilhe a Meditação com os seus contatos.

Sexta e sábado próximos, a gente se encontra no Acampamento Missionário, presencialmente, pela Rede Vida ou pelo Youtube. Vou deixar a programação no final do texto da Meditação de hoje (aqui). É só seguir o link. 

Pe. João Carlos Ribeiro, sdb


4° ACAMPAMENTO MISSIONÁRIO TEMPO DE PAZ 

Programação


Dia 15/10, sexta - 09:00 - SANTA MISSA, na Basílica do Carmo, no centro do Recife, presencial, transmitida pelas Rádios parceiras e pela Rede Vida de Televisão

Dia 16/10, sábado - 15:00 - Testemunhos; 15:30 - Pregação, com Eliana Ribeiro; 16:30 - Adoração Eucarística;  17:00 - Intervalo. 20:00 - Momento Musical com Padre João Carlos e convidados.

8 comentários:

  1. Amém padre João Carlos bom dia obrigada pelas suas palavras tão lindas. que Deus nosso senhor Jesus Cristo nos abençoe e livre nos de todo mal.

    ResponderExcluir
  2. Amém Padre, que Deus continue te abençoando e Nossa Senhora das Graças te cubra com o Manto Sagrado. 🙏🙏🙏

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Padre! Não tem mais os áudios?

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Padre João Carlos, suas bênçãos e obrigado pelas palavras recebidas e cantadas e estaremos em Oração para o Amor em Jesus e que possamos transmitir em todas as coisas que façamos com Amor de Coração. Salve Maria 🙏

    ResponderExcluir
  5. Padre João Carlos já está próximo
    o final da tarde desejo uma noite abençoada e iluminada que papai do céu te proteja sempre e nossa senhora auxiliadora envolve o senhor no seu caminho 🙏🙋😇🌟🌟🌟🌹
    Práticas dos Fariseus,eles se calam diante das coisas que edificação as pessoas e comunidade.
    Deus primeiro olha para a atitude interior,pois as ações é o reflexo do que temos em nosso coração, essência que é o amor.
    Senhor que possamos realmente entender
    sua palavra.
    Não monitorados pelos Fariseus de plantão.🙏❤️😍🌹💕

    ResponderExcluir
  6. Que o Senhor Jesus nos fortaleça com fluidos bons ,nos fazendo o que for verdadeiro, para aqueles que precisam, não sendo tão egoístas e traidores como os fariseus em seu egoísmo traição e usura para com Jesus. A humildade é tudo em nossa vida em especial obediência ao pai,só assim seremos felizes.

    ResponderExcluir
  7. Pai de Bondade, eu LHE agradeço pela vida da Beata Alexandrina Maria da Costa. Entretanto, me conceda a graça de evitar o pecado do julgamento, do mal, da impenitência e da desobediência. Me conceda a graça de ter bons e santos pensamentos. Me conceda a graça de seguir o caminho da conversão, da justiça, do amor, do bem, da coerência e das boas obras. Me conceda a graça de glorificá-Lo e honrá-Lo com humildade. Isso eu LHE peço por Cristo Nosso Senhor. Amém.

    ResponderExcluir
  8. Senhor Jesus, desejo uma noite feliz e abençoada pelos anjos celeste para o Pe João Carlos, que Deus o proteja sempre! Boa noite!

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião.
Desejando comunicar-se em particular com o Pe. João Carlos, use esse email: padrejcarlos@gmail.com ou o whatsapp 81 3224-9284.

Postagem em destaque

Olha até que ponto eles chegaram.

   04 de março de 2024.    Segunda-feira da 3ª Semana da Quaresma    Evangelho.    Lc 4,24-30 Jesus, vindo a Nazaré, disse ao povo na sinago...

POSTAGENS MAIS VISTAS