27 junho 2020

A FÉ DO SOLDADO

Nunca encontrei em Israel alguém que tivesse tanta fé (Mt 8, 10).

27 de junho de 2020

Nós fazemos um bom esforço para viver o evangelho de Jesus, para sermos fiéis ao que Deus tem nos ensinado. Ao menos, pensamos assim. O povo de Deus do tempo de Jesus também tinha essa ideia sobre si mesmo. Eles insistiam sempre no conhecimento que tinham do Deus verdadeiro e na exclusividade de serem o povo em aliança com Deus. Jesus, filho de Deus, encarnado naquele mundo religioso e cultural de Israel, também tinha em grande conta a história do povo eleito. Mas, aberto à realidade como ele era, experimentou em várias ocasiões como a fé deles era vivida de maneira egoísta e interesseira. E como, em nome da aliança com Deus, marginalizava-se gente de dentro e todos os de fora.

No evangelho de hoje, Jesus faz uma constatação que deve ter aborrecido muita gente do seu tempo: “Em verdade vos digo, nunca encontrei em Israel alguém que tivesse tanta fé”. O elogio foi feito ao comportamento de um pagão. No encontro que ele teve com o oficial romano, em Cafarnaum, este intercedeu em favor do seu empregado. Este oficial tinha a patente de centurião, tendo sob seu comando uma centena de soldados do império. Claro, era um estrangeiro, um pagão. Ele contou a Jesus que o seu empregado estava de cama, sofrendo terrivelmente com uma paralisia. Jesus, judeu que era, segundo as regras religiosas de então, não podia entrar na casa dele, já que ele era um pagão. Passando por cima dessa barreira, Jesus se prontificou a ir à sua casa para curar o seu empregado. A resposta do pagão foi surpreendente: “Senhor, eu não sou digno de que entres em minha casa”. Foi uma palavra sincera, um reconhecimento de sua condição de pecador, de pagão. E mostrou sua grande fé quando acrescentou: “Dize uma só palavra e o meu empregado ficará curado”. E até comentou com Jesus sobre sua experiência de dar ordens aos seus soldados e aos seus servos, e de ser prontamente obedecido.

Diante da resposta do pagão, Jesus ficou admirado com a sua fé. Foi aí que ele disse aquela palavra tão surpreendente: “Nunca encontrei alguém que tivesse tanta fé em Israel”. E disse mais: “Eu lhes digo, muitos virão do oriente e do ocidente e se sentarão à mesa do reino dos céus, junto com Abraão, Isaac e Jacó”. Nessa palavra, Jesus está em sintonia com os profetas, como Isaías, que anunciaram, muitos séculos antes, que também as nações pagãs se integrariam ao povo santo, chegariam também como peregrinos ao monte da Casa do Senhor. Deus quer integrar no seu reino também os outros povos, toda a humanidade.

Guardando a mensagem

Para nós que estamos começando o tempo do advento, Jesus nos aponta, hoje, um exemplo a ser imitado. Jesus elogiou a fé do oficial pagão, dizendo que não tinha encontrado ainda uma fé tão grande no meio do seu povo. Com esse elogio, o centurião pagão está sendo colocado como exemplo a ser seguido por nós. É bom nos darmos conta que, fora do nosso grupo e de nossa tradição religiosa, há quem demonstre mais fé do que nós. E podemos e devemos aprender com eles. Aprendamos com Jesus, que teve uma atitude missionária, apesar dos limites da prática religiosa do seu tempo: dispôs-se a ir à casa do pagão. Aprendamos com o pagão que Jesus elogiou: ele foi solidário com o seu empregado e foi humilde em reconhecer sua condição de pecador. Além disso, esse pagão demonstrou uma grande fé, sugerindo que Jesus apenas desse uma ordem e seu empregado ficaria curado. Fora do nosso grupo, pode haver gente levando a fé mais a sério do que nós. Aprendamos com eles.

Nunca encontrei em Israel alguém que tivesse tanta fé (Mt 8, 10).

Rezando a palavra

Senhor Jesus,
Ficamos encantados com teu espírito missionário. Desde o teu nascimento, vemos como os pagãos são acolhidos no caminho da salvação. São tantos exemplos nos evangelhos: a visita dos magos do oriente, aquela história da mulher siro-fenícia, da cananeia, das curas em território estrangeiro, essa história do empregado do centurião em Cafarnaum. E colocaste este pagão como exemplo a ser seguido por todos nós na sua solidariedade, na sua humildade e na sua fé. Ajuda-nos, Senhor, a acolher, sem discriminação, o bom exemplo de pessoas que não são do nosso grupo e da nossa tradição religiosa. E a vivermos a nossa fé com maior seriedade. Seja bendito o teu santo nome, hoje e sempre. Amém.

Vivendo a palavra
Amanhã, vamos celebrar a solenidade de São Pedro e São Paulo, as duas colunas da Igreja. Rezemos pela Igreja, por nossa grande tarefa da evangelização. Rezemos pelo Papa Francisco, pedindo que o Senhor o assista em todas as suas necessidades. 

Pe. João Carlos Ribeiro, sdb.

11 comentários:

  1. Bom dia padre João Carlos que o senhor tenha um lindo final de semana abençoado e iluminado que papai do céu te proteja
    🙌😇🌟🌟🌟🌹
    Senhor Jesus, ajude me ajudar as pessoas pelo que sou, quero viver de modo de modo ajudar os outros que está passando dificuldade.
    Ajuda me a viver em sua graça e amor.
    Alegrando pelo bem dos outros para me transformar na pessoa que o senhor deseja.
    Que a igreja singra Cristo fielmente na identidade missionária, proclamando o evangelho a todos os povos.
    👏🙌🌹💕

    ResponderExcluir
  2. Bom dia padre João Carlos q Deus nos abençoe, e a nossas famílias , peço a cura do corpo e da alma, amém.

    ResponderExcluir
  3. A paz de Cristo é o amor de Maria Amém

    ResponderExcluir
  4. Padre João Carlos, mesmo com o tempo entristecido hoje por aqui, é muito gratificante amanhecer, agradecendo pela sua vida, ouvindo a palavra de DEUS através de sua voz, que é a própria voz de JESUS nos falando e evangelizando.Tenha um sábado recheado de graças, PAZ e BEM.

    ResponderExcluir
  5. Peço a Jesus que minha fé aumente cada vez mais principalmente quando estou aflita e angustiada,um bom dia e um final de semana abençoado padre João Carlos

    ResponderExcluir
  6. Senhor tende a do nosso presidente dá-lhe força e sabedoria para conduzir o Brasil. Obrigada Senhor por tudo que tendes feito por mim e meus filhos e netos. Protejei Senhor minha família. Amém

    ResponderExcluir
  7. As dicas que foram dadas em tempos remotos tinham como objetivo humaniza através das diferenças foi mostrado que tudo depende literalmente do sentir após escultar deixando-se moverr pela força dá palavras: Nunca vir ninguém com tamanha fé!"É desse jeito simples que Jesus Cristo viveu pregando aqui mostrou pra todos quea solução dos problemas gravíssimos estavam dentro de nós, precursor da própria história.
    Nunca

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde Padre João Carlos.
    Que Deus nos proteja, nos guie, nos abençoe e ilumine o nosso caminho...
    Ajuda-nos, SENHOR, a vivermos a nossa Fé com maior seriedade.
    Desejo que Padre João Carlos e toda equipe da AMA, tenham um final de semana abençoado.
    Ester de Campinas São Paulo.

    ResponderExcluir
  9. Que Deus lhe abençoe padre sempre e muitos anos de vida tudo de bom e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  10. Deus, nosso Pai, eu LHE agradeço pela Solenidade de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Entretanto, me ajude vencer as provações e os sofrimentos. Me ajude chorar os meus pecados e a fazer penitência. Me ajude na minha conversão. Me ajude rezar com humildade, fé e confiança. Me ajude curando os doentes do corpo e da alma. Isso eu LHE peço pela intercessão de Jesus Cristo, VOSSO querido filho e meu amado SALVADOR. Amém.

    ResponderExcluir
  11. Pai de misericórdia! Obrigado por mais este momento em tua companhia. Dai-me força, coragem, paz e serenidade para atravessar este deserto o qual me encontro agora. Amém!

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião.
Desejando comunicar-se em particular com o Pe. João Carlos, use esse email: padrejcarlos@hotmail.com ou o whatsapp 81 9.9964-4899.