13 março 2020

HORA DE PAGAR O ARRENDAMENTO

Finalmente, o proprietário enviou-lhes o seu filho, pensando: ‘Ao meu filho eles vão respeitar’ (Mt 21, 37)

13 de março de 2020.

Olha só essa história de Jesus.... Um homem plantou uma vinha. Arrendou-a e viajou para longe. No tempo combinado, mandou buscar a renda. Os rendeiros negaram-se violentamente a pagar a renda.

Para entender essa história de Jesus, basta saber quem é a vinha. E quem seriam os agricultores covardes que se apossaram da vinha. Você tem uma ideia sobre quem é a vinha? A vinha, quem é? Vou lhe ajudar. Uma vinha é uma unidade de produção de vinho: a plantação da uva, a colheita e a fabricação do vinho, tudo feito na mesma fazenda. A vinha é uma imagem bíblica do povo de Deus. A vinha é o povo de Deus. No caso, o povo de Israel era a vinha. Foi Deus que plantou aquela vinha e a aparelhou de tudo para produzir um bom vinho. O vinho é uma coisa nobre, é uma representação dos frutos que o povo devia produzir.



Então, quem é a vinha? O povo de Deus. O povo com sua terra, sua organização, seu desenvolvimento. E de quem é a vinha? Claro, de Deus. Foi ele que a plantou e organizou tudo. Ele deixou um grupo de agricultores tomando conta, os rendeiros. E quem seriam esses agricultores? Pense aí... É só prestar bem atenção no começo da leitura, que a gente fica sabendo de quais agricultores Jesus estava falando. Deixa eu ler o comecinho do evangelho de hoje: “Jesus começou a falar aos sumos sacerdotes, mestres da Lei e anciãos, usando parábolas”. Quem são os agricultores que ficaram como rendeiros, tomando conta da vinha? Isso, essa turma aí... os sumos sacerdotes, os mestres da lei, os anciãos... os líderes do povo, os seus governantes. Eles não são donos da vinha. Eles devem dar conta do seu trabalho e dos frutos que a vinha produzir, dar contas ao dono da vinha. E quem é o dono da vinha? Claro, Deus.

Mas, os agricultores da parábola maltrataram os empregados que o dono da vinha mandou para receber a renda. Bateram neles, expulsaram, até mataram alguns. E quando o dono da vinha resolveu enviar o seu filho único, o herdeiro, eles se combinaram para matá-lo. Os empregados enviados foram os profetas. E você já advinha quem foi o filho único que o dono da vinha mandou... quem foi? Claro, o próprio Jesus que está contando a história.

Guardando a mensagem

Por que será que essa palavra está chegando a você hoje? Aí eu já não sei. Mas que ela é uma palavra viva de Deus para você hoje, eu não tenho dúvida. Vou lhe dar uma sugestão. Você poderia pensar na sua vida. A sua vida é uma vinha que Deus plantou e dispôs muitas oportunidades para que ela produza muita coisa boa, um bom vinho. A sua vida é uma vinha. Você é o agricultor (a agricultora) que ficou tomando conta dela. Não vá pensar que a vinha é sua. Não é. Não vá negar a quota que é devida ao dono dela. Nem tratar os emissários dele com violência. E que quota você deve dar ao dono de sua vida? É bom você perguntar ao Espírito Santo de Deus que habita em você desde o batismo. Ele vai lhe dizer alguma coisa. Mas, eu já adianto: você precisa reconhecer claramente que a vinha é de Deus, que o que você consegue não é só fruto do seu suor. Você precisa agradecer mais, obedecer mais, partilhar mais.

Finalmente, o proprietário enviou-lhes o seu filho, pensando: ‘Ao meu filho eles vão respeitar’ (Mt 21, 37)

Rezando a mensagem

Senhor Jesus,

Nesta tua história de hoje, a parábola dos vinhateiros, disseste que o dono da vinha mandou seu filho único para receber a parte do arrendamento. Sabemos que és tu que vieste. Tu és o filho unigênito que o Pai nos enviou. O que está na parábola foi o que te aconteceu: Eles te mataram e jogaram pra fora da vinha. Até hoje, nós tínhamos ficado com raiva daqueles agricultores violentos. Mas, agora está nos ocorrendo que os rendeiros somos nós também. Queremos, hoje, com a tua graça, reconhecer que é o Pai o dono da nossa vida e te acolher como o filho único enviado por ele, o herdeiro, o Senhor. Seja bendito o teu santo nome, hoje e sempre. Amém.

Vivendo a palavra

Estamos já no 17º dia da caminhada quaresmal. Hoje é sexta-feira, dia de abstinência de carne. A sugestão: vamos levar isso a sério. Nada de carne hoje. Este pequeno sacrifício é para nos unirmos ainda mais ao filho do dono da vinha, a quem o nosso pecado expulsou e levou à cruz numa sexta-feira.

13 de março de 2020.

Pe. João Carlos Ribeiro, sdb

10 comentários:

  1. Padre João Carlos, que o seu dia e de todos ai seja repleto do ESPÍRITO SANTO de DEUS, obrigada por esta reflexão tão rica nos detalhes, gostei muito, também vou pensar um pouco mais, nesta meditação para minha vida. Gratidão pelo o sr. ser uma Luz de DEUS em nossas vidas. bom fim de semana. PAZ e BEM.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia.Padre.Sim obrigada por ser essa luz na vida de cada um de nós que te acompanha.Obrigada por nós esplicar tão bem o evangelho. Deus abençoe ada dia.Apaziguar de Jesus e o amor de Maria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. padre João Carlos a cada dia tenho aprendido mais nas meditação da palavra

      Excluir
  3. Bom dia Padre João Carlos. Que seu dia seja abençoado,iluminado e feliz... SENHOR JESUS, queremos, hoje, com a tua graça, reconhecer que é o Pai o dono da nossa vida e te acolher como o filho único enviado por ele, o herdeiro, o SENHOR. Que Deus nos abençoe e nos livre de toda maldade . Deus nunca nos abandona, tenho a certeza que Ele vai nos livrar dos micro vírus. Saúde , paz e sabedoria para padre João Carlos e todos da AMA. Campinas São Paulo

    ResponderExcluir
  4. Bom dia padre João Carlos que o senhor tenha um ótimo dia iluminado.Adorei sua explicação simples só não entender que não quer.senhor Deus, que eu não deixe de agradecer a cada dia por tudo que mim deste, saúde minha família e amigos,e obedecer mais,as vezes eu sou um pouquinho rebelde você mostrar um caminho eu quero outro.E o que eu consegui com o suor do meu trabalho eu compartilhe com meus irmãos necessidados.senhor, mesmo se um dia eu te esquecer,nunca te esqueças de mim 😀💕🌹🙌

    ResponderExcluir
  5. Pe João Carlos que Deus ilumine seu caminho por onde quer que vá , vemos que Deus é o agricultor preparou a terra cultivou e nos colocou para cuidar mais muitas vezes nos veremos só para nós e não fazemos a vontade de Deus por isso eu peço ajuda-nos a ser empregados fies e responsáveis pela vinha que Deus nos consedeo .

    ResponderExcluir
  6. Amém obrigado pela mensagem

    ResponderExcluir
  7. Padre João Carlos boa tarde,que o senhor Jesus lhe abençoe com saúde lhe livre e a nós todos deste corona viros que eu penso que seja um castigo para nós que não fazemos a vontade de Deus e ele através destes desastres nos chama a atenção para que façamos penitencia e caridade,quanto a mensagem e meditação do santo evangelho que tão bem o senhor nos transmitiu eu tenho que pensar em mim o senhor Deus me entregou a vinha plantada mais vai chegar o dia que ele me pedirar contas do que eu fiz com tudo o que ele me entregou tenho que ficar vigilante fazendo com que estes frutos sejam compartilhados com os meus irmãos sofredores porque só assim posso fazer algo que agrade a Deus.Padre João Carlos já tenho prestado atenção quando ajudo meu irmão na menor coisa o meu coração fica muito feliz. Socorro Martins

    ResponderExcluir
  8. Bom dis pé.João Carlos que a Trindade Santa continue a iluminar seus caminhos e testemunhos tão preciosos para mim e meus irmãos. Saúde e paz.

    ResponderExcluir
  9. Ó Deus, nosso Pai, eu LHE agradeço por essa campanha da fraternidade. Todavia, me ajude amar todas as pessoas. Me ajude evitar todo tipo de pecado. Me ajude fazer somente o bem. Me ajude produzir bons frutos. Me ajude cuidar bem da VOSSA vinha. Me ajude colaborar na construção do VOSSO REINO. Me ajude vencer o sofrimento. Me ajude viver o meu profetismo batismal. Isso eu LHE peço pela intercessão de Jesus Cristo, VOSSO querido filho e meu amado REDENTOR. Amém.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião.
Desejando comunicar-se em particular com o Pe. João Carlos, use esse email: padrejcarlos@hotmail.com ou o whatsapp 81 9.9964-4899.