10 setembro 2019

OS BEM-AVENTURADOS

Bem-aventurados vocês, os pobres, porque o Reino de Deus é de vocês! (Lc 6, 20)

11 de setembro de 2019

Jesus, em sua pregação e em seus milagres, anuncia o Reino de Deus.
Comunica que o Reino se aproximou como salvação e vida para todos. Essa é uma boa notícia, uma excelente notícia. A aliança que Deus tinha feito com a comunidade Israel, agora, entra num novo momento. No seu filho, feito homem, Deus abriu as portas de sua casa para todos os seus filhos. Em Jesus, ele está integrando na comunhão de sua casa, todos os que ficaram pelo caminho, os que se afastaram de casa, os que foram deixados do lado de fora. Este é um tempo de restauração, de reconstrução, de inclusão.

Um tempo novo está começando. É este o aviso que Jesus dá ao povo. Chegou o Reino de Deus. Para comunicar isso, ele conta parábolas a esses filhos de Deus dispersos. Eles são as ovelhas perdidas da casa de Israel. São os filhos mais jovens que largaram a família e estão se dando mal num lugar distante. São os famintos atraídos por sua amizade, por sua palavra e por seu pão. São os enfermos que querem tocar nas suas vestes para alívio de seus padecimentos. São os filhos de Deus dispersos. Chegou o Reino de Deus para eles.

Todo tempo novo tem seu manifesto. Manifesto é uma declaração pública de princípios e intenções. A partir da denúncia de uma situação, o manifesto conclama a comunidade para a ação, para um novo tempo. O manifesto do Reino abre um novo tempo, de rupturas e novidades. Num certo momento, Jesus proclamou o manifesto do Reino. São as bem-aventuranças. Delas, temos duas versões, a de Mateus e a de Lucas. Na que lemos hoje, a de Lucas, há uma lista de 4 tipos de bem-aventurados e 4 tipos de mal-aventurados. Quatro, na Bíblia, é um número de totalidade. Todos estão contemplados nessas listas. Nós também.

Os bem-aventurados são os cidadãos do Reino de Deus, aqueles que não tinham sido convidados, mas agora estão sendo convocados e reunidos das praças e de todos os caminhos. São os que foram esquecidos, excluídos ou marginalizados da vida. Eles têm quatro representantes: os pobres, os famintos, os entristecidos, os perseguidos. Esses são os cidadãos do Reino. O Reino para eles é mudança completa de sua condição. É a sua herança, a fartura de pão, a festa da alegria, a recompensa de profeta.

Os desventurados (‘mal-aventurados’) são os convidados que não compareceram à festa de casamento do filho, segundo uma das parábolas. Eles se excluíram. São os que colocaram sua confiança na riqueza e no poder. Todos esses estão representados por quatro categorias: os ricos, os fartos, os gozadores, os aplaudidos. São falsos profetas. Vai ser muito ruim pra eles terem rejeitado a oferta do Reino de Deus. Ai de vocês, diz Jesus, à moda dos velhos profetas de Israel. Vocês se fecharam à novidade do Reino. Neste ponto, o evangelho é um forte convite à conversão.  É preciso despojar-se de toda grandeza, de toda autossuficiência, de todo apego ao prestígio e ao poder para acolher o Reino de Deus. 

Guardando a mensagem

As bem-aventuranças do Evangelho são o manifesto do Reino de Deus. Os cidadãos desse novo tempo – o tempo do Reino de Deus – são os pobres, os necessitados de Deus e de sua ação libertadora. Os pobres estão descritos nas bem-aventuranças. Eles são os sofredores, os perseguidos, os famintos e sedentos, os injustiçados. Nesse novo tempo que começou com a presença de Jesus, eles são felizes, são bem-aventurados porque para eles o Reino é bênção, perdão, libertação.

Bem-aventurados vocês, os pobres, porque o Reino de Deus é de vocês! (Lc 6, 20)

Rezando a palavra

Senhor Jesus,
Dividiste os teus ouvintes em dois grupos, o dos bem-aventurados e o dos mal-aventurados. Entendemos que na condição de autossuficiência, nos excluímos do Reino, porque não nos parecem necessários o amor do Pai, o seu pão, a sua festa, a sua recompensa. Em nossa condição de grandeza, não precisamos do irmão, do seu pão, do seu respeito, do seu amor. Ficamos fora do Reino. E isso, nós não queremos. Ajuda-nos, Senhor, a tomar o caminho do filho pródigo que, reconhecendo sua indigência, foi acolhido com o caloroso abraço do Pai. Seja bendito o teu santo nome, hoje e sempre. Amém.

Vivendo a palavra

Releia o evangelho de hoje em sua Bíblia (Lc 6, 20-26) e responda no seu caderno espiritual: Em qual das bem-aventuranças você se vê contemplado?

Pe. João Carlos Ribeiro – 11 de setembro de 2019.

22 comentários:

  1. que eu diminua e que o Senhor cresça. Jesus manso e humilde coração fazei o meu coração semelhante o vosso.

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado mesmo por todos os dias poder lê , essas mensagens que são enviadas, calma muito minha mente

    ResponderExcluir
  3. Tenho recebido,todos os dias a palavra sinto uma benção divina poder ler meditar a palavra sagrada.todos os dias Grata.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom obrigado João Carlos

    ResponderExcluir
  5. Não estou recebendo nem uma mensagem até hoje

    ResponderExcluir
  6. Jose Gonçalves de Camaragibe pe obrigado João Carlos pela mensagem de fé

    ResponderExcluir
  7. O pai de amor e misericordia, hoje nos faz um convite a conversão e eu sedenta de Deus,clamo a graça do desapego, da condição de grandeza e autosuficiencia e assim buscar o reino de Deus tão necessidado por mim. Deus abençoe você padre e obrigada por mais uma bela pregação. Amém 🙏🙏

    ResponderExcluir
  8. Agradeço a Deus por o dia de hoje ser o último dia do ano com essa idade de 59 anos onde cheguei com bastante saúde. Espero que apartir de amanhã onde completo meus 60 anos eu possa continuar servidor ao meu Deus com meu coração cheio de amor e fé para continuar minha caminhada. Que Nossa Senhora continue mim abençoando e fortalecendo para cuida a cada dia da rainha minha mãe de 91 anos e minhas filha e meu neto amém.

    ResponderExcluir
  9. padre João Carlos DEUS ilumine e abençoe sua vida, obrigada por todos os dias me enviar esta meditação,PAZ e BEM.

    ResponderExcluir
  10. Agradeço à Deus por mais um dia, por ver a luz do dia novamente,que seu Espirito ilumine meus caminhos hj é sempre,que Maria nossa mãe me cubra com seu manto e me dê a paz e que S. Miguel Arcanjo me proteja de td perigo. Amém!

    ResponderExcluir
  11. A sua bênção padre João ,obrigado meu Deus por mais um dia !
    Seja feita a tua vontade na minha vida na minha familia com tantos problemas amém .
    Bom dia !

    ResponderExcluir
  12. Amém!

    Estou estudando e meditando Lucas e a primeira carta de João.
    Está sendo gratificante.

    ResponderExcluir
  13. Jesus manso e humilde fazei o meu coração semelhante ao seu amém

    ResponderExcluir
  14. Suas reflexões me ajuda muitoo

    ResponderExcluir
  15. Suas reflexões me ajuda muito em minha caminhada como religiosa.
    Consagrada no Instituto Secular nossa Senhora da Anunciação.
    Beatriz

    Ouro Fino MG

    ResponderExcluir
  16. Amem.sua bênção padre muito bom ler a Bíblia todas as vezes que mandar pra mim o link do entorno lá e leio e medito as palavras ..

    ResponderExcluir
  17. Amém!Padre João Carlos, Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  18. Boa noite padre João Carlos obrigada pela reflexão lindíssima de hoje Amém

    ResponderExcluir
  19. Padre te achei hoje,vou começar acompanhar a palavra todos os dias.

    ResponderExcluir
  20. Padre João Carlos obrigado por todas as manhãs nos trazer a palavra de Deus, que o Senhor me abençoe pra que cada dia eu acolha e compreenda mais a palavra e viva conforme a vontade de Deus

    ResponderExcluir
  21. Boa noite padre João Carlos sou sedenta da palavra de Deus Adoro escuta a sua pregação nossa mãe a virgem Maria Nós abençoe sempre?

    ResponderExcluir
  22. Porque eu não consigo receber as reflexões pelo WhatsApp?
    (86) 99499-1049

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião.
Desejando comunicar-se em particular com o Pe. João Carlos, use esse email: padrejcarlos@hotmail.com ou o whatsapp 81 9.9780-8230