31 agosto 2019

MUITO BEM, SERVO BOM E FIEL


A um deu cinco talentos, a outro deu dois e ao terceiro, um; a cada qual de acordo com a sua capacidade (Mt 25, 15).
Gente de Deus, não é que eu encontrei o servo que recebeu um talento, aquele da história de Jesus! Encontrei-o numa viagem. Conheci logo pela cara. Aquela cara de tristezas envergonhada... Ele estava acompanhado da esposa, sofrida como ele, coitada. Ah, não perdi a oportunidade. ‘Prazer em conhecê-lo, senhor servo. Tenho muita curiosidade a respeito de alguns fatos de sua vida. Espero não ser inconveniente’... Fui direto ao assunto: ‘Me diga uma coisa, naquele episódio da distribuição dos talentos, o senhor ficou revoltado porque
recebeu tão pouco?’

Ele ficou me olhando... ‘Bom, me disse ele depois de
pigarrear, você quer saber se eu fiquei revoltado porque só recebi um talento. Você sabe quanto era um talento? Era um bom dinheiro. Um talento era uma soma de 6.000 denários. Um denário era a diária de um trabalhador. Um talento daria a soma do ganho de 16 anos de trabalho ou mais. Era um bom dinheiro. Você sabe que meus dois colegas receberam mais do que eu. Um recebeu dois talentos e o outro, recebeu cinco. Mas, sinceramente, eu não fiquei revoltado. O patrão deu a cada um conforme a sua capacidade. Ele entregou os seus bens pra gente administrar. Como ele tinha muito mais, quando ele voltou de viagem e houve a prestação de contas, ele disse a cada um dos meus colegas: “muito bem, servo bom e fiel, como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais”. Verdade seja dita, era um bom patrão e confiou em nós’.
Bom, aí, eu fiquei mais curioso ainda... e fiz uma outra pergunta, com cuidado para não ofendê-lo. ‘E por que o senhor não conseguiu render como os outros, por que o senhor enterrou o dinheiro do seu patrão?’ Ele suspirou profundamente.... e respondeu. ‘Sabe o que foi? Eu fiquei com medo de não dar conta, eu sabia que o patrão iria me cobrar, ele era muito exigente, tive medo de arriscar. Achei melhor não mexer naquele dinheiro e guarda-lo para devolvê-lo certinho quando ele voltasse. Vai que ele voltasse logo... Talvez você não saiba, mas naquela época a forma mais segura de guardar dinheiro era debaixo da terra mesmo’. Foi aí que a mulher dele, meio sem paciência, partiu para uma explicação mais clara: ‘Olha, moço, vamos falar a verdade... Meu marido teve medo de se aventurar em negócios que não dessem certo e teve medo do patrão também. Agora, cá pra nós, o medo dele serviu de desculpa, para ele não se mexer, não enfrentar a trabalheira que iria ter’. Cá comigo, me vieram aquelas palavrinhas da história de Jesus ‘servo mau e preguiçoso’. Esse negligente cruzou os braços, na hora que era preciso ir à luta! Foi aí que eu arrisquei um comentário em voz alta: ‘É, os outros dois não perderam tempo, trabalharam duro e chegaram a dobrar o valor que receberam”. E, antes que viesse uma reação, lancei logo a última pergunta.  
Fazendo um pouco de média, eu disse: ‘É, meu irmão, patrão só fica feliz quando tira o couro do empregado. Você foi honesto com ele, devolveu o dinheiro dele certinho... Você não acha que ele foi injusto com você? Ele o despediu sem dor, nem piedade.’  O sujeito, já apanhado da vida, ponderou... ‘É, a gente colhe o que planta. Como empregado dele, minha obrigação era fazer prosperar o seu negócio, esse era o meu trabalho. Se eu me neguei a isso, não merecia mais permanecer na sua casa. Ele estava com a razão. Agora, aqui fora é que eu sei a oportunidade que perdi... E a mulher dele completou: ‘Nós sabemos, meu velho, nós sabemos...’.
Guardando a mensagem
Na parábola, o patrão é Deus. Ele nos confia seus bens para administramos. Cada servo recebe segundo sua capacidade. E não recebe pouco. Sua função é trabalhar, é empreender, é fazer render o que recebeu. Com os dons que o senhor nos confia, podemos contribuir para que tudo melhore ao nosso redor: a família, a comunidade, a escola, o bairro, o mundo... Não foram poucos os recursos que Deus nos deu: consciência, inteligência, saúde, família, amigos, oportunidades... E esses dons humanos são pequenos e poucos diante dos bens eternos que ele nos concede: a fé, a intercessão da Virgem Maria, a pertença à Igreja, o dom do Espírito Santo, o perdão dos pecados, a luz de sua Palavra, a presença eucarística de Jesus... Não podemos enterrar esses talentos. Temos que nos empenhar, como servos bons e fiéis, para que haja crescimento, para que apareçam frutos, para que tudo melhore para felicidade nossa, para o bem dos que nos cercam e para a glória do nosso Senhor e Deus.
A um deu cinco talentos, a outro deu dois e ao terceiro, um; a cada qual de acordo com a sua capacidade (Mt 25, 15).
Rezando a palavra
Senhor Jesus,
Obrigado por tudo que nos confiastes. Sabemos que são teus esses bens que estamos administrando e que deles vamos prestar contas. É verdade, esta é a hora do empenho, do trabalho, do compromisso. Hora de confiar e empreender, de ousar e ir à luta. Queremos ouvir a tua aprovação: “muito bem, servo bom e fiel! Como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar de minha alegria”. Ah, Senhor, é tudo o que, no final, nós queremos ouvir. Senhor, cuida, hoje, daqueles que estão se julgando inúteis e fracassados. Dá-lhes o ânimo do teu Santo Espírito. Enquanto aguardamos a tua chegada, ou a tua chamada, é tempo de crescimento, de superação, de conquista. Seja bendito o teu santo nome, hoje e sempre. Amém.
Vivendo a palavra
O que Deus está colocando, no seu coração, hoje, com esta palavra? Pense. Escreva a resposta no seu caderno espiritual. Compartilhe a Meditação com outra pessoa. Alguém mais precisa dessa palavra.

Pe. João Carlos Ribeiro – 31 de agosto de 2019

28 comentários:

  1. Deus realmente nos dá bens para nós cuidarmos e não cuidamos da maneira correta, mas se por merecimento Deus me devolver o bem que perdi vou cuidar e fazer multiplicar cada vez mais o amor dele em.nime de Jesus

    ResponderExcluir
  2. Deus obg por tudo que me tem dado, cuido por que tudo é teu amém.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus" me guie em tua palavra
      Pois Quero aqui pedir proteção à minha familia em especial ao meu trabalho "lbl"implantes pedindo proteção e disserimento aos que a conduzem , para que com clareza e divindade as conduzam ao melhor caminho e que; prosigam e tenham forças para lutar sempre com as bênçãos de Deus.

      Excluir
  3. Glória a vós senhor bom dia padre João a sua benção

    ResponderExcluir
  4. Obrigado senhor pelo o talento que me confiou

    ResponderExcluir
  5. A sua benção padre João Carlos .
    Só gratidão por momentos de muita luz e aprendizado !
    Obrigado Jesus,obrigada Maria santíssima .
    Amém !!!!!!

    ResponderExcluir
  6. E verdade Deus nos da muitos talentos mais mais não sabemos cuidar exenpro dos nossos filhos que deixamos de cuidar .muitos cai nos mundo das droga porque feichamo os nossos esse é nosso taleto e o bem maior que Deus nos deu !Obrigado por tudo Amem

    ResponderExcluir
  7. Deus faz tudo perfeito.

    ResponderExcluir
  8. Senhor, eu te louvo por tantos talentos que me destes e te peço força, luz e discernimento para conservá-los no respeito mas distribuí-los com os meus, multiplicando os dons da vida com meus irmãos, assim como fizestes comigo.

    ResponderExcluir
  9. Gloria a vós Senhor! Obrigado meu Deus pelo talento que me deu que eu possa devolver sempre em dobro a ti.amém

    ResponderExcluir
  10. Senhor aumentai minha fé. Amém

    ResponderExcluir
  11. Obrigado meu Deus pelo talento que me confiou da me a graça de ser fiel a ti senhor liberta me dá preguiça do medo e do desânimo amém.

    ResponderExcluir
  12. Nessa meditação Deus está nos ensinando q temos q prosperae o q ele nos confou. Isso é, fazer o bem e caridade a todos nessecita e amar os irmãos e a Deus cada vez mais

    ResponderExcluir
  13. Obrigada meu Deus pelo talento, por tua confiança em mim, BPM dia Padre sua bença.

    ResponderExcluir
  14. Obrigada senhor pelo talento que mim deste. Tudo que tenho é teu meu pai.

    ResponderExcluir
  15. Obrigado!
    Meu Deus pelas graças

    ResponderExcluir
  16. Obrigada Senhor por mais um dia de vida.

    ResponderExcluir
  17. Gostaria de saber se estou multiplicando os talentos que Deus me deu. Agradeço e peço discernimento. Como saber?

    ResponderExcluir
  18. Que Deus tenha misericórdia daqueles que ainda não despertaram para a realidade da vida e, da nossa responsabilidade aqui na terra. Bom dia.

    ResponderExcluir
  19. Deus muito obrigado, obrigado Padre João Carlos.

    ResponderExcluir
  20. Meu Senhor e Meu Deus eu acredito na ressurreição mas aumentai a minha fé amém.

    ResponderExcluir
  21. Senhor eu creio mas aumentai a minha fé!

    ResponderExcluir
  22. Obrigado Padre por todos os dias essas meditações, todos os dias aprendo mais e mais um abraço. Aqui e a mãe de Daiane, ela foi morar numa casa de consagrados ela e celibato à um ano minha gatinha tem 20 anos reze por ela e por todos obrigado amém

    ResponderExcluir
  23. padre João Carlos,um abençoado fim de semana para o sr.seus familiares e todos da AMA, sua bênção e obrigada por esta meditação.

    ResponderExcluir
  24. Louvado seja Deus!!!! Deus o abençoe sempre e continue iluminando por esta catequese diária tão bonita!!!!

    ResponderExcluir
  25. Senhor, eu LHE agradeço por mais um dia de vida. Todavia, me ajude progredir no amor fraterno. Me ajude amar da melhor forma possível. Me ajude viver com tranqüilidade. Me ajude trabalhar santamente. Me ajude ser VOSSO discípulo missionário. Me ajude ser um servo bom e fiel. Me ajude administrar melhor os meus talentos, colocando a serviço da comunidade. Me ajude participar da VOSSA alegria. Me ajude fugir do pecado e da preguiça. Isso eu LHE peço pela intercessão de Jesus Cristo, VOSSO querido filho e meu amado REDENTOR. Amém.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião.
Desejando comunicar-se em particular com o Pe. João Carlos, use esse email: padrejcarlos@hotmail.com ou o whatsapp 81 9.9780-8230