23 março 2019

HORA DE VOLTAR PRA CASA


Tragam um novilho gordo e o matem. Vamos fazer um banquete  (Lc 15, 23)
23 de março de 2019
A história que Jesus contou, você conhece bem. O filho mais novo saiu de casa. Gastou a sua herança toda e caiu em grande miséria. Mas, um dia, voltou arrependido. O pai o recebeu de braços abertos e fez uma festa para celebrar a sua volta. O filho mais velho estava fora, e ao voltar viu o barulho da festa e não quis entrar na casa. É a parábola do filho pródigo.
É claro que toda esta parábola tem no centro o tema da misericórdia. Deus é misericordioso, por excelência. E nós, apesar de pecadores, estamos sendo chamados a acolher o seu abraço de pai compassivo que nos restaura como filhos e a ser misericordiosos com os nossos irmãos, imitando o nosso bom pai.
Revendo esse texto hoje, me dou conta que no centro da história há uma festa, um banquete. Sete palavras, na narração, denotam o clima festivo: festa (2 vezes) , festejar (2 vezes), alegria, dança, música. Onde é a festa? Na casa do pai. Qual é ponto central da festa? O banquete. Olha o versículo 23: “Tragam um novilho gordo e o matem. Vamos fazer um banquete”. E qual é o motivo da festa? A volta do filho, a acolhida do pecador arrependido. Há um intenso clima de alegria e de celebração pela volta do pecador. E foi por causa dessa comemoração, negando-se a aderir aos sentimentos do pai, que o outro filho não quis entrar na casa.
E você sabe por que esse “banquete” me chamou a atenção? Por causa da Santa Missa. A Eucaristia é um banquete, uma ceia festiva. “Felizes os convidados para a ceia do Senhor”. Essa festa da casa do pai do filho pródigo está em continuidade com os banquetes que Jesus participava na casa dos amigos e convertidos: Levi, Zaqueu, Lázaro e suas irmãs... A ceia é uma festa para a acolhida do filho perdido, a festa de sua conversão. “Haverá mais alegria no céu por um só pecador que se converte do que por 99 justos que não precisam de conversão”, disse Jesus. A Santa Eucaristia é uma festa para celebrar a volta do filho pródigo, a sua comunhão restaurada com o Pai. Veja que a Missa começa sempre com o ato penitencial, em que o pecador confessa a Deus e aos seus irmãos que pecou “por sua culpa”, por sua “tão grande culpa”.  A Santa Missa é, então, o banquete em que se celebra a misericórdia do Pai que acolhe o pecador; que me acolhe, filho voltando pra casa.
É, alguém pode até estranhar, e com razão. E dizer, sim, mas “a missa é o sacrifício de Jesus”. Com certeza, mas é também a ceia, o banquete da comunhão dos filhos com o Pai, por meio de seu filho Jesus, que se oferece por nós, renovando o sacrifício de sua cruz. É a reedição da última ceia de Jesus com seus amigos, na véspera de sua paixão. Mas, veja o que é surpreendente: esse aspecto do sacrifício está presente também nessa parábola do filho pródigo. Sim, o banquete é do novilho cevado. E o filho mais velho ainda fala do cabrito, que o pai nunca deu para ele festejar com os seus amigos. “Novilho” lembra o sacrifício dos animais no Templo. Então, estamos bem no clima da liturgia, no tema do sacrifício de Jesus. Na cruz, ele se ofereceu qual cordeiro imolado na páscoa. Não há mais necessidade de sacrifícios de animais, pois o cordeiro de Deus já foi imolado, em perdão dos nossos pecados. E a volta do filho pródigo, a sua acolhida pelo Pai misericordioso, foi possível pelo sacrifício redentor de Cristo Jesus. É o seu sacrifício que renovamos na Santa Missa.
Guardando a mensagem
Neste 18º dia da Quaresma, véspera do dia do Senhor, a parábola do filho pródigo nos traz uma bela catequese sobre a Missa. A Santa Eucaristia recebe uma boa explicação nessa parábola do filho perdido e encontrado. Três significados maravilhosos da Santa Missa estão aí comentados: o sacrifício de Jesus que nos restaurou como filhos, o banquete da comunhão dos filhos na mesa do seu Pai e a ação de graças pela restauração do filho perdido.  Afinal, a Missa se explica pela misericórdia de Deus. É a celebração da conversão do pecador, da vida nova de filho na comunhão dos irmãos, do amor imenso do Pai manifesto no sacrifício redentor do filho. A Missa é a festa da misericórdia.
Tragam um novilho gordo e o matem. Vamos fazer um banquete  (Lc 15, 23)
Vamos acolher a mensagem
Senhor Jesus,
Segundo a história que nos contaste, os dois filhos estavam perdidos. Os dois precisavam reingressar na comunhão da casa do pai. O mais novo tinha saído de casa e voltou. O mais velho tinha saído para trabalhar e, na volta, não quis entrar na casa. A conversão era necessária para os dois. Um pecou contra o pai porque o traiu, esbanjando os seus bens. Outro pecou contra o pai porque não o imitou em sua misericórdia, acolhendo o seu irmão. Então, todos precisamos de conversão. Ajuda-nos, Senhor, a voltar pra casa. Seja bendito o teu santo nome, hoje e sempre. Amém.
Vivendo a palavra
Essa parábola do filho pródigo já está nos preparando para a Missa do 3º domingo da Quaresma. A dica é você se planejar para não faltar à Santa Missa, amanhã.

Pe. João Carlos Ribeiro – 23.03.2019

23 comentários:

  1. Bom dia,Pe Deus o Abençõe sempre com muita saude e sabedoria ,para nos ajudar a entender melhor o Evangelho.Senhor Deus mim ajude a sempre está de volta a casa do Pai.

    ResponderExcluir
  2. Sou sua ouvinte no rádio e agora tó recebendo a palavra pelo zap.Obrigada pela luz que nos tem dado todos os dias atrvés da meditaźão da palavra.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia padre Deus os abençoe e guarde com muita saúde e sabedoria

    ResponderExcluir
  4. O padre João Carlos é bem didático em sua explicação do texto evangélico. E nos ajuda em sua compreensão. Saúde e paz,amigo padre. Deus te conserve e dirija em Sua Messe.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia padre, sou sua ouvinte e adoro toda a programação da Dom Bosco. Que Deus na sua infinita bondade lhe proteja e te ilumine. O senhor dai-me o dom do arrependimento para que eu possa estar sempre em comunhão contigo pai.

    ResponderExcluir
  6. Obrigado Padre João Carlos pela catequese que nos dá todos os dias sobre o Evangelho , sou muito grata ao senhor. Que Deus continue ungindo o senhor com Seu Espírito Santo para que nos ajude a interpretar o Vosso Santo evangelho . Amém! ! !

    ResponderExcluir
  7. Amém bom dia padre João Carlos que papai do céu nos abençoe sempr

    ResponderExcluir
  8. BENÇA PE.JOAO CARLOS.Aexigencia da conversão é após dia a dia,eis me aqui ñ deixemos p/o fim da vd

    ResponderExcluir
  9. Amém! Padre João Carlos o Sr e uma luz divina na minha vida.Sou muito grata por receber todos os dias a meditação da palavra de Deus.Que Deus abençoe e proteja.Peço que me abençoe e toda minha família.

    ResponderExcluir
  10. Bom dia Padrão João, Deus o abençoe.
    É muito bom ouvi-lo todas as manhãs.

    ResponderExcluir
  11. Na verdade nunca consegui entender essa parábola, afinal o filho devasso é premiado e o outro que sempre foi fiel, foi posto de lado.

    ResponderExcluir
  12. A meditação do padre João Carlos é uma riqueza para nossa vida.Obrigada

    ResponderExcluir
  13. Amém senhor é uma bênção para me na minha vida na vida da sua família todo os dias minha mãe liga o rádio e coloca água pra benzer e depois nos tomamos

    ResponderExcluir
  14. Amém amo a meditação ela mim deixa fortalecida

    ResponderExcluir
  15. Meu Deus venho neste momento lhe pedir que recebi o meu trabalho e a minha voltar

    ResponderExcluir
  16. Boa noite Pe.JOÃO Carlos.Estou muito feliz por ter entrado nesse contato com o senhor.Era preciso e eu consegui.Assim é que eu estou conseguindo a cada dia entender o evangelho.

    ResponderExcluir
  17. Pai Santo Todo Poderoso, eu LHE agradeço por participar das santas missas. Entretanto, me ajude apascentando o VOSSO povo. Me ajude, se for VOSSA vontade, fazendo novos prodígios. Me ajude apagando a minha iniqüidade e os meus pecados. Me ajude com a VOSSA misericórdia, fidelidade e compaixão. Me ajude escutá-Lo e obedecê-Lo com amor. Me ajude ter um verdadeiro arrependimento dos meus erros. Me ajude na minha conversão. Me ajude pedir perdão com sinceridade. Isso eu LHE peço pela intercessão de Jesus Cristo, VOSSO querido filho e meu amado SALVADOR. Amém.

    ResponderExcluir
  18. Como eu faço para receber essas por Whatsapp?

    ResponderExcluir

E você, o que pensa sobre isso?