PE. JOÃO CARLOS - BLOG DA MEDITAÇÃO DA PALAVRA: O CORAÇÃO DO PASTOR

O CORAÇÃO DO PASTOR




24 de junho de 2022

Solenidade do Sagrado Coração de Jesus


EVANGELHO


Lc 15,3-7

Naquele tempo, 3Jesus contou-lhes esta parábola: 4"Se um de vós tem cem ovelhas e perde uma, não deixa as noventa e nove no deserto, e vai atrás daquela que se perdeu, até encontrá-la? 5Quando a encontra, coloca-a nos ombros com alegria, e, chegando a casa, reúne os amigos e vizinhos, e diz: 'Alegrai-vos comigo! Encontrei a minha ovelha que estava perdida!' 7Eu vos digo: Assim haverá no céu mais alegria por um só pecador que se converte, do que por noventa e nove justos que não precisam de conversão".



MEDITAÇÃO


Alegrem-se comigo! Encontrei a minha ovelha que estava perdida! (Lc 15, 6)

Esta sexta-feira é solenidade do Sagrado Coração de Jesus. A solenidade de São João Batista, que seria hoje, foi antecipada, no calendário litúrgico, para o dia de ontem, por causa desta coincidência neste ano.

A devoção ao Coração de Jesus se afirmou na Igreja para chamar nossa atenção para o amor de Jesus por nós. O grande educador Dom Bosco, em, 1875, explicou aos seus jovens o valor dessa solenidade com essas palavras: "Meus caros filhos, a Igreja celebra a festa do Sagrado Coração de Jesus... Esta festa não é outra coisa que honrar com especial recordação o amor que Jesus dedicou aos seres humanos. Oh! O amor grandioso, infinito, que Jesus dedicou a nós com a sua encarnação e nascimento, na sua vida e pregação, e, particularmente, na sua paixão e morte... Tenhamos coragem! Que cada um faça o melhor que puder para corresponder ao enorme amor de Jesus dedicado a nós". Uma bela catequese de Dom Bosco.

Então, essa festa do Sagrado Coração celebra o amor de Jesus por nós. O evangelho de hoje ilustra isso com a parábola da ovelha perdida. Parábola contada por Jesus, escutada de má vontade pelos fariseus e mestres da lei e bem acolhida pelos cobradores de impostos e pecadores. 

“Um pastor tinha cem ovelhas, um rebanho considerável. Perdeu uma. Deixou as 99 no deserto e foi atrás da que se perdeu até encontrá-la. Quando a encontrou, a colocou nos ombros e a levou para casa. Chegando, reuniu os amigos para festejar. Estava muito feliz, tinha encontrado a sua ovelha”.

Nessa parábola tão simples, podemos perceber o grande amor desse pastor por sua ovelhinha perdida. O pastor, claro, é o próprio Jesus. É ele quem está procurando e resgatando as ovelhas perdidas. Foi exatamente isso que ele veio fazer aqui: achar os perdidos, encontrar os que se afastaram dele e do rebanho. Claro, os cobradores de impostos e os pecadores podiam testemunhar isso. Jesus os tinha encontrado. Eles eram os perdidos, os que os mestres do judaísmo nem consideravam capazes de arrependimento. Perdidos por sua condição de pecadores, excluídos pela falsa santidade dos fariseus. Jesus os integrou no rebanho de Deus. A sua palavra, as suas atitudes os resgataram. Eles, em resposta a esse tão grande amor, se aproximavam pela conversão.

Na parábola, não se diz porque nem como a ovelha se perdeu. O pastor ama a sua ovelha e vai atrás dela, independente da razão pela qual ela se perdeu. E não manda ninguém procurá-la em seu lugar. Ele mesmo vai procurá-la. E não descansa até encontrá-la, enfrentando qualquer adversidade. E, quando a encontra, não briga com ela, não reclama do que ela tenha feito de errado. Trata-a com carinho, resgatando-a de sua condição de perdida. E, ao trazê-la para casa, não a vem tangendo, gritando ou batendo nela, aborrecido. De jeito nenhum. Ele a traz nos ombros. Ele a leva para casa. E experimenta uma grande alegria por ter reencontrado sua ovelha e partilha essa alegria com seus amigos.


Guardando a mensagem

Jesus contava parábolas pra todo mundo entender. E você está entendendo direitinho. A parábola fala de Jesus, o pastor, que nos ama de verdade e ele mesmo veio nos buscar, quando estávamos perdidos. Na carta aos Romanos, São Paulo explicou: “A prova de que Deus nos ama é que Cristo morreu por nós quando éramos pecadores”. A parábola fala de você e de mim também. Nós somos a ovelha que se perdeu, somos os pecadores que ele ama. Ele veio a nós, assumindo nossa humanidade, para nos resgatar e para nos conduzir. Está escrito no livro do profeta Ezequiel: “Eu mesmo vou procurar minhas ovelhas e tomar conta delas”. Celebrando a festa do Sagrado Coração, estamos celebrando o amor misericordioso de Jesus por nós, amor que nos resgatou quando estávamos afastados de Deus e éramos pecadores. Por seu amor imenso, agora estamos integrados à família de Deus, somos filhos e filhas na sua casa.

Alegrem-se comigo! Encontrei a minha ovelha que estava perdida! (Lc 15, 6)

Rezando a palavra

Coração de Jesus, inflamado de amor,

conforta aqueles e aquelas que estão passando por grande aflição, nesse momento. Derrama tuas bênçãos sobre as famílias que estão enfrentando o drama das drogas; elas destroem vidas e sequestram o futuro dos jovens. Cura os corações desanimados e feridos pelo pecado, dando-lhes a certeza do grande amor do nosso Deus que nos resgata mesmo se estivermos no fundo do poço e nos carrega nos ombros, nos devolvendo nossa dignidade de filhos e filhas. 
Ó Jesus manso e humilde de coração, faz o nosso coração semelhante ao teu. Seja bendito o teu santo nome hoje e sempre. Amém.

Vivendo a palavra

Vou lhe dar o conselho que Dom Bosco dava aos seus jovens. A devoção ao Sagrado Coração nos leva a duas respostas de amor: a Confissão e a Comunhão. Na Confissão, cultivamos a nossa conversão. Na Comunhão, nos fortalecemos no caminho de santidade a que ele nos chama.

Comunicando

Quando você tiver um tempinho, visite o site de nossa Associação Missionária Amanhecer, a AMA. Assim, pode conhecer um pouco mais do nosso trabalho missionário: www.amanhecer.org.br.

Até amanhã, se Deus quiser!

Pe. João Carlos Ribeiro, sdb

5 comentários:

  1. Amei ler entedi a mensagem ,vou ler todos os dias . Obrigado . Bom dia

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Pe João Carlos sua benção amo essa parábola de Jesus 🙏🙏🙏

    ResponderExcluir
  3. Padre João Carlos, Obrigado por nos transmitir as leituras de Jesus Cristo 🙌🏻🙌🏻🙌🏻 Que Deus proteja o Sr Padre João Carlos. Deus misericordioso tem piedade de todos nós 🙌🏻🙌🏻🙌🏻

    ResponderExcluir
  4. Ó Pai, Senhor do céu e da terra, eu LHE agradeço pela Solenidade do Sagrado Coração de Jesus. No entanto, me conceda a graça da VOSSA proteção. Me conceda a graça de seguir o caminho dos justos, do Espírito Santo, do amor, do bom pastor, do bom repouso, da purificação, da alegria, da conversão e da reconciliação. Me conceda a graça de evitar a impiedade e o pecado. Isso eu LHE peço por Cristo Nosso Senhor. Amém.

    ResponderExcluir
  5. Gostaria de ficar recebendo o evangelho do dia TDS os dias.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião.
Desejando comunicar-se em particular com o Pe. João Carlos, use esse email: padrejcarlos@gmail.com ou o whatsapp 81 9.9964-4899.

Postagem em destaque

Como deve ser a nossa oração de pedido

06 de outubro de 2022 Quinta-feira da 27ª Semana do Tempo Comum EVANGELHO Lc 11,5-13 Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 5“Se um...

POSTAGENS MAIS VISTAS