PE. JOÃO CARLOS - BLOG DA MEDITAÇÃO: O SACRAMENTO DA EUCARISTIA

O SACRAMENTO DA EUCARISTIA



06 de maio de 2022

3ª Semana da Páscoa


EVANGELHO


Jo 6,52-59

Naquele tempo, 52os judeus discutiam entre si, dizendo: “Como é que ele pode dar a sua carne a comer?” 53Então Jesus disse: “Em verdade, em verdade vos digo, se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em vós. 54Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. 55Porque a minha carne é verdadeira comida e o meu sangue, verdadeira bebida. 56Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele. 57Como o Pai, que vive, me enviou, e eu vivo por causa do Pai, assim o que me come viverá por causa de mim. 58Este é o pão que desceu do céu. Não é como aquele que os vossos pais comeram. Eles morreram. Aquele que come este pão viverá para sempre
”.
59Assim falou Jesus, ensinando na sinagoga em Cafarnaum.


MEDITAÇÃO


Aquele que come este pão viverá para sempre (Jo 6, 58)

O capítulo 6 do Evangelho de São João é uma linda catequese sobre a obra redentora de Jesus, celebrada na Eucaristia. Ele falou muitas vezes sobre o alimento que ele daria para a vida eterna: sua carne e seu sangue. Muita gente achou aquilo muito estranho e se afastou. Mas, quando as comunidades começaram a celebrar do jeito que Jesus fez na última ceia, começaram a entender esse seu ensinamento.

E o que Jesus fez na última ceia? Ele antecipou a sua entrega na cruz, entregando-se ao Pai em nosso favor. Na cruz, ele deu a sua vida por nós. Aquela oferta generosa e obediente de si mesmo na cruz foi a mesma da ceia. É a mesma da Missa. A Missa renova aquela oferta do calvário, a sua morte redentora em favor da humanidade. A morte cruenta foi uma única vez. Mas, na Missa, como na última ceia, esse sacrifício é renovado, reapresentado a Deus.

Jesus fez sua celebração com os discípulos na ceia da páscoa. A última ceia foi uma ceia de páscoa. Na ceia da páscoa, comia-se o cordeiro assado, cordeiro que tinha sido antes oferecido em sacrifício a Deus. Na ceia de Jesus, não houve cordeiro sacrificado. O cordeiro era Jesus. Ele seria sacrificado. Ele seria o alimento a ser comido, na ceia da páscoa.

A Missa é a ceia da páscoa. O cordeiro que comemos, em família, em ação de graças pela libertação, é o próprio Jesus. Jesus está sacramentalmente presente no pão e no vinho consagrados. “Comam. Este é o meu corpo”. “Bebam. Este é o meu sangue”.


Na ceia pascal, a grande família rendia graças a Deus por todas as maravilhas que o Senhor realizara na história do seu povo, desde a criação, a escolha daquele povo, a libertação do cativeiro do Egito, a posse da terra prometida e muito mais. Na ceia dos cristãos, tudo é ação de graças ao Pai, por tudo que ele fez desde a criação até a vinda de Jesus e do Santo Espírito. Ação de Graças virou o nome da ceia pascal dos cristãos, Eucaristia.

Ele disse ao povo: “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia”. De fato, por sua morte, ele nos trouxe a vida. Ressuscitado, ele apresentou-se aos discípulos e lhes comunicou a paz e o Espírito. A sua vida entregue expiou o nosso pecado. Ressuscitado, ele nos abriu as portas da casa de Deus: pelo dom do seu Espírito, agora somos filhos Deus. Na sua morte, ele nos deu a vida.

Na missa, na nossa ceia pascal, nos unimos a Cristo pela fé, pela caridade, pela oração e, muito especialmente, pela comunhão no pão e no vinho consagrados. Nós nos associamos ao seu sacrifício com nossas dores, nossos sofrimentos, nossas lutas. “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele”. Na comunhão, nos unimos a ele e ele se une a nós.



Guardando a mensagem

Jesus falou de sua carne e de seu sangue que ele daria para a vida do mundo. Ninguém entendeu. E muitos se afastaram. De fato, foi o sacrifício de sua vida na cruz – corpo entregue e sangue derramado – que nos trouxe a vida, a salvação. Jesus celebrou essa entrega obediente de sua morte na ceia pascal, a última ceia. Do pão, fez sacramento do seu corpo e o deu em alimento. Do vinho, fez sacramento do seu sangue e o deu em bebida. No lugar do cordeiro sacrificado da ceia pascal, comemos pão e vinho, que, pelas palavras do Salvador e pela efusão do Espírito Santo, tornam-se substancialmente corpo e sangue de Cristo. Pela comunhão no seu corpo e no seu sangue, nos unimos profundamente a ele e ele a nós. Na Missa, elevamos ao Pai - com Cristo, em Cristo e por Cristo – a mais alta louvação e dele recebemos as mais elevadas graças e bênçãos.

Aquele que come este pão viverá para sempre (Jo 6, 58)

Rezando a Palavra

Esta é uma oração rezada por Santo Inácio de Loyola, no século XVI, que continua sendo usada por milhões de cristãos após a comunhão.

Alma de Cristo, santificai-me.
Corpo de Cristo, salvai-me.
Sangue de Cristo, inebriai-me.
Água do lado de Cristo, lavai-me.
Paixão de Cristo, confortai-me.
Ó bom Jesus, ouvi-me.
Dentro de vossas chagas, escondei-me.
Não permitais que me separe de vós.
Do espírito maligno, defendei-me.
Na hora da minha morte, chamai-me.
e mandai-me ir para vós,
para que vos louve com os vossos Santos,
por todos os séculos.
Amém.

Vivendo a palavra

Fale com alguém sobre esse evangelho de hoje. Você pode começar perguntando se ele (ou ela) participa da comunhão.

Comunicando

Quem está em São Paulo capital, lembre de nossa Missa de Páscoa de associados e ouvintes da Rádio  9 de julho, neste sábado, dia 07 de maio, ao meio dia, na Catedral da Sé. 

Quem está no grande Recife, lembre de nosso Encontro dos Ouvintes na próxima segunda-feira, dia 09, na Igreja do Carmo, às 11 horas. 

Quem está em Fortaleza, lembre da Missa dos Ouvintes da FM Dom Bosco, onde estarei, no dia 05 de junho, às três da tarde. 


Pe. João Carlos Ribeiro, SDB

22 comentários:

  1. Jonne Junior5/5/22 23:02

    Paz e Bem! Roquemos pelo fim da Guerra e por todos aqueles que estão nos leitos dos hospitais e pelas familias em situação vulneravel. obrigado Pe. JC pela meditação linda e maravilhosa da eucarestia

    ResponderExcluir
  2. Anônimo5/5/22 23:18

    Rezemos pelo fim da pandemia e pelo fim da guerra

    ResponderExcluir
  3. Anônimo6/5/22 00:35

    Pela erradicação desse vírus do covid.
    Para que, finalmente, tenhamos paz

    ResponderExcluir
  4. Anônimo6/5/22 01:12

    Pela paz, pela conversão sincera, para que o amor inunda os nossos corações. Obrigada padre João Carlos. Que Deus sempre o abençoe.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo6/5/22 04:41

    Amém, padre João Carlos, Deus lhe ilumine, é bom ler e ouvir o evangelho diario, e suas explicações é o Espírito Santo q ilumina e fala em sua boca, graças à Deus q tem o senhor pra nos ajudar todos os dias. Obrigada à Deus por este sacerdote entre nós.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo6/5/22 05:31

    Bom dia padre João Carlos sua benção muito obrigado pela sua benção todos os dias sinco da manhã ja estou rezando junto com o senhor amém nossa senhora alcilialdora rogai por todos nós amém 🙌

    ResponderExcluir
  7. Anônimo6/5/22 05:41

    Maria de Fátima Silva do Juazeiro do Norte ceará padre como e linda essa música fica com nosco senhor eu escuto muitas vezes fica com Deus amém

    ResponderExcluir
  8. Anônimo6/5/22 06:18

    Rezemos pelo fim da guerra na Ucrânia e da covid.Também pelos doentes,drsempregados e pessoas em situação vulnerável.

    ResponderExcluir
  9. Bom dia padre João
    Obrigada por nos oferecer esssa oprtunidade de meditar a palavra de.Deus todos os dias.Peço oraçães por minha saude e da minha familia .e tbm pelo o Brasil e mundo...

    ResponderExcluir
  10. Anônimo6/5/22 07:18

    Amém! 🙏🏻

    ResponderExcluir
  11. Anônimo6/5/22 08:01

    Amém padre João Carlos bom dia, obrigada pelas suas palavras tão lindas que Deus nosso senhor Jesus Cristo nos abençoe e livre nos de todo mal. que o corpo de Cristo nos salve para a vida eterna.

    ResponderExcluir
  12. Amém bom dia padre João Carlos sua benção. PAZ E BEM 🙏🏼🙌

    ResponderExcluir
  13. Anônimo6/5/22 08:06

    Bom dia Padre João Carlos, lindo Evangelho com sua explicação. Seja feliz Deus o abençõe!

    ResponderExcluir
  14. Anônimo6/5/22 08:31

    Sidney da cidade de campinas, obrigado senhor por mas um dia com saúde e paz não só pra mim como toda minha família.

    ResponderExcluir
  15. Anônimo6/5/22 08:56

    Bom dia padre João Carlos Deus abençoe com muita bençãos saúde paz para toda família do senhor sua equipe Rosa Maria de Caucaia ceará Eucaristia e tudo na minha vida e maravilhoso ressebe o senhor

    ResponderExcluir
  16. Aurélio6/5/22 09:05

    Para você receber diariamente no celular a meditação da palavra do Senhor com o padre João Carlos, basta colar no navegador o _link_ abaixo apresentado e se inscrever no grupo do WhatsApp denominado Canal da Meditação. O atalho da internet também pode ser enviado ou compartilhado com outras pessoas. Acesse então o convite feito para entrar no grupo de meditação do padre João Carlos em http://bit.ly/canal75 .

    ResponderExcluir
  17. Bom dia, Pe João Carlos,!Saúde e paz! Obrigada pelas mensagens tão importantes no meu crescimento espiritual, aprendo muito com suas explicações.

    ResponderExcluir
  18. Aurélio6/5/22 11:37

    O Evangelho do dia de hoje continua o discurso do Pão da Vida. Em 6/5/2022, faz-se a leitura do livro de João 6,52-59. Padre João Carlos explica: “O capítulo 6 do Evangelho de São João é uma linda catequese sobre a obra redentora de Jesus, celebrada na Eucaristia. Ele falou muitas vezes sobre o alimento que ele daria para a vida eterna: sua carne e seu sangue. Muita gente achou aquilo muito estranho e se afastou. Mas, quando as comunidades começaram a celebrar do jeito que Jesus fez na última ceia, começaram a entender esse seu ensinamento.” Na passagem, Jesus conclui: “Este é o pão que desceu do céu. Não é como aquele que os vossos pais comeram. Eles morreram. Aquele que come este pão viverá para sempre.” Pois bem, sobre a Eucaristia, há a Oração de Santo Inácio de Loiola, que é cantada assim:

    Alma de Cristo, santifica-me
    Corpo de Cristo, salva-me
    Sangue de Cristo, inebria-me
    Água do lado de Cristo, lava-me
    Paixão de Cristo, conforta-me
    Ó bom Jesus, escuta-me
    E dentro de tuas chagas esconde-me
    Não permitas que me afaste de ti
    Do inimigo defende-me
    Na hora da minha morte chama-me
    E manda-me ir a ti
    Para com teus santos louvar-te
    Pelos séculos dos séculos
    Amém

    A Oração de Santo Inácio, também chamada Aspirações de Santo Inácio e comumente chamada Alma de Cristo ou Anima Christi, é reproduzida a seguir em latim:

    Anima Christi, sanctifica me
    Corpus Christi, salva me
    Sanguis Christi, inebria me
    Aqua lateris Christi, lava me
    Passio Christi, conforta me
    O bone Jesu, exaudi me
    Intra tua vulnera absconde me
    Ne permittas me separari a te
    Ab hoste maligno defende me
    In hora mortis meae voca me
    Et iube me venire ad te
    Ut cum Sanctis tuis laudem te
    In saecula saeculorum
    Amen

    ResponderExcluir
  19. Deus Todo Poderoso e eterno, eu LHE agradeço por ser cristão. Contudo, me ensine vencer o sofrimento, o pecado e a perseguição. Me ensine seguir o caminho do discipulado, da luz, da obediência, da oração e da saúde. Me ensine evangelizar e viver cheio do Espírito Santo. Me ensine viver o meu batismo. Me ensine fazer boas comunhões. Isso eu LHE peço por Cristo Nosso Senhor. Amém.

    ResponderExcluir
  20. Anônimo6/5/22 20:37

    Boa noite padre João Carlos obrigada pelas palavras que homilia tocante. Que Deus abençoe.

    ResponderExcluir
  21. Anônimo7/5/22 11:25

    Adoro ouirvo Padre João Carlos

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião.
Desejando comunicar-se em particular com o Pe. João Carlos, use esse email: padrejcarlos@gmail.com ou o whatsapp 81 9.9964-4899.

Postagem em destaque

JESUS É VIDEIRA, NÓS SOMOS OS RAMOS

18 de maio de 2022 Quarta-feira da 5ª Semana da Páscoa EVANGELHO Jo 15,1-8 Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 1“Eu sou a videira ...

POSTAGENS MAIS VISTAS