PADRE JOÃO CARLOS - MEDITAÇÃO DA PALAVRA: PRATICAR O QUE ENSINAR

PRATICAR O QUE ENSINAR



02 de março de 2021

EVANGELHO


Mt 23,1-12

Naquele tempo, 1Jesus falou às multidões e aos seus discípulos e lhes disse: 2“Os mestres da Lei e os fariseus têm autoridade para interpretar a Lei de Moisés. 3Por isso, deveis fazer e observar tudo o que eles dizem. Mas não imiteis suas ações! Pois eles falam e não praticam. 4Amarram pesados fardos e os colocam nos ombros dos outros, mas eles mesmos não estão dispostos a movê-los, nem sequer com um dedo.
5Fazem todas as suas ações só para serem vistos pelos outros. Eles usam faixas largas, com trechos da Escritura, na testa e nos braços, e põem na roupa longas franjas.
6Gostam de lugar de honra nos banquetes e dos primeiros lugares nas sinagogas. 7Gostam de ser cumprimentados nas praças públicas e de serem chamados de Mestre. 8Quanto a vós, nunca vos deixeis chamar de Mestre, pois um só é vosso Mestre e todos vós sois irmãos. 9Na terra, não chameis a ninguém de pai, pois um só é vosso Pai, aquele que está nos céus. 10Não deixeis que vos chamem de guias, pois um só é o vosso Guia, Cristo. 11Pelo contrário, o maior dentre vós deve ser aquele que vos serve. 12Quem se exaltar será humilhado, e quem se humilhar será exaltado”.

MEDITAÇÃO


Não imitem as suas ações (Mt 23, 3)

No evangelho de hoje, Jesus está fazendo uma denúncia muito forte contra os mestres da Lei e os fariseus. Afinal, quem eram eles? No tempo de Jesus e das primeiras comunidades cristãs, os fariseus e seus mestres constituíam um grupo muito forte no meio do povo de Deus. Formavam uma espécie de confraria de homens observantes da Lei de Moisés. Eram muito influentes e respeitados pelo povo.

Esse movimento começou no tempo do exílio. Com a destruição do Templo e o exílio de uma parte da população para a Babilônia, os sacerdotes perderam sua função e sua influência na religião. Foi-se formando um movimento leigo que manteve a religião judaica não mais em torno do Templo, mas em torno da Lei. Na volta do exílio, esse movimento continuou a crescer junto às sinagogas. Um historiador da época, Flávio Josefo, calculou que havia uns 6.000 homens nessa confraria por todo o país, no tempo de Jesus. Eles zelavam para que a Lei de Moisés fosse cumprida em todos os seus detalhes. Muitos deles estudavam bastante essa Lei escrita e oral, frequentando escolas de grandes mestres. E passavam a explicá-la ao povo nas sinagogas e no Templo de Jerusalém também. Esses grandes catequistas eram chamados mestres ou doutores da Lei.

Com certeza, os fariseus eram um grupo muito próximo de Jesus. Mas, fizeram grande oposição a ele, talvez por inveja ou mesmo porque Jesus ensinasse de maneira diferente e isso desestabilizava a liderança deles. E Jesus percebeu neles alguns defeitos muito sérios. Quais? Eles exigiam demais do povo, quando na verdade eles não praticavam tudo aquilo. Eles desprezavam quem não conhecesse a Lei ou não estivesse em condições de cumpri-la. Na verdade, em seu legalismo, eles fecharam o coração e não acolheram Jesus e a sua mensagem.

Na passagem de hoje, Jesus está alertando o povo e os discípulos para fazerem o que eles ensinam, mas não imitarem as suas ações. ‘Façam o que eles dizem, mas não façam o que eles fazem’. E aí ele fez uma lista completa de sete falhas do comportamento dos fariseus e de seus mestres; defeitos que os novos líderes do povo de Deus precisavam evitar. Com certeza, a preocupação de Jesus era com os novos líderes de sua comunidade, seus apóstolos e quem viesse a ocupar o seu lugar na animação das comunidades: não imitarem os mestres e os fariseus.

E por que não devem imitá-los? Olha os pecados que Jesus denunciou: ensinam, mas não praticam; amarram fardos pesados nas costas dos outros; fazem tudo para aparecer; exageram nos símbolos religiosos (largas faixas na testa e no braço com trechos da Lei e longas franjas na túnica); estão atrás de privilégios; gostam de ser cumprimentados em público; adoram ser chamados de mestres. Sete defeitos dos fariseus e seus mestres. Essas são tentações permanentes também no meio do povo de Deus de hoje; coisas que as lideranças das comunidades cristãs não podem imitar, de jeito nenhum.

Guardando a mensagem 

A palavra de Jesus nos ensina a estar atentos para não nos deixarmos iludir apenas por uma fachada religiosa. Como diz o ditado: “nem tudo que reluz é ouro”. Como os fariseus de ontem, há muita gente falando de Deus, mas seu real interesse não é a glória de Deus e o bem dos seus irmãos. Como os fariseus, há muito interesse em prestígio, em dinheiro, em benefícios pessoais. Há quem ensine, mas não viva. E quem ensine, sem responsabilidade com a doutrina dos apóstolos. E dentro de nossas comunidades, estejamos atentos para que o estilo fariseu não se instale. 

Não imitem as suas ações (Mt 23, 3)

Rezando a palavra

Senhor Jesus, 
Tu estavas preocupado com a tua Igreja, para ninguém copiar o estilo dos mestres e fariseus do teu tempo. Os fariseus bem que poderiam ter sido os teus principais colaboradores na pregação do Evangelho. Mas, o tempo todo, ficaram se confrontando contigo, levantando suspeitas, dizendo que agias por obra de Satanás, te perseguindo. Liberta, Senhor, tua Igreja de qualquer vestígio de imitação dos defeitos do movimento dos fariseus. Que o teu Santo Espírito continue nos guiando e nos purificando para realizarmos bem a nossa vocação de comunidade missionária que leva tua Palavra de amor a todos os povos. E neste momento de crescimento de circulação do coronavírus e da necessidade de evitarmos o colapso do sistema de saúde, ajuda-nos, Senhor, a agir segundo a nossa fé: respeitando as regras e as restrições que as autoridades estão determinando, protegendo a nossa vida e a vida dos outros. Seja bendito o teu santo nome, hoje e sempre. Amém.

Vivendo a palavra

Reze pedindo ao Senhor que não nos deixe cair na tentação dos fariseus, repetindo os seus sete defeitos.

E você está nos acompanhando todos os dias, na Meditação? Ótimo. E a escadaria quaresmal, está subindo com a gente? Hoje é o 14º degrau. Vamos subir: Praticar o que ensinar.

Para recordar os 14 degraus destes primeiros 14 dias da quaresma, é só acessar o link que lhe enviei com a Meditação. 

OS DEGRAUS QUE JÁ SUBIMOS


Subindo os 40 degraus da Quaresma:

1 - Partir com humildade;
2 - Seguir com Cristo;
3 - Jejuar para crescer;
4 - Vencer a acomodação;
5- Crer no evangelho ;
6 - Amar à igreja;
7- Rezar como bom filho;
8 - Vencer a indiferença;
9 - Pedir com confiança;
10- Ser fraterno para valer;
11- Amar os inimigos;
12- Amar nosso Deus e Pai;
13- Agir com misericórdia;
14- Praticar o que ensinar.

Pe. João Carlos Ribeiro, sdb

19 comentários:

  1. Boa Noite padre João Carlos, Palavras do Senhor graças a Deus 🙏 amei a meditação da palavras 🙏

    ResponderExcluir
  2. Boa Noite Padre João Carlos, suas bênçãos e obrigado pelas palavras recebidas e cantadas. Estaremos em Oração para o Amor na Verdade e que Jesus nos ilumine neste Caminho de Verdade e Vida dos Degraus da Quaresma e de nossas Vidas. Salve Maria 🙏

    ResponderExcluir
  3. Amém padre João Carlos bom dia obrigada pelas suas palavras tão lindas. livra nos senhor da tentação dos fariseus.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia padre sua bênção, que como Cristo não emitemos os fariseus e que caminhemos ao encontro de Cristo 🙏🙌

    ResponderExcluir
  5. A palavra de Deus todos os dias alimenta minha vida e me fortalece para continuar a viver com fé em Deus é nossa Senhora. Cura o mundo Senhor.amém

    ResponderExcluir
  6. Bom dia padre João Carlos, sua benção. Jesus nos alerta no evangelho de hoje que devemos ser verdadeiros em tudo que dissermos e fazermos, pois a hipocrisia dos doutores e fariseus só nos levará ao caminho do pecado. Que o Espírito Santo nos ilumine para que sejamos cristãos verdadeiros no amor a Cristo e aos seus ensinamentos.

    ResponderExcluir
  7. Bom dia Pe João Carlos, nossa bença minha da minha mãe, estamos acompanhando todos os dias as medicações da Quaresma, pedindo muito a Deus 🙏 misericórdia de todos nós 🙏 desse coronavirus, subindo o degrau da quaresma e não emitindo os fariseus, seja bendito seu santo nome hoje e sempre, que Deus abençoe o senhor 🙏 em suas orações por todos nós 🙏 abraço

    ResponderExcluir
  8. Anônimo2/3/21 08:29

    Bom dia Padre João Carlos. Que Deus continue abrindo seus caminhos, lhe guardando e lhe abençoando sempre...
    Ajuda-nos, Senhor, a agir segundo a nossa Fé: respeitando as regras e as restrições protegendo a nossa vida e a vida dos outros. Que possamos caminhar ao encontro de Cristo com Fé, esperança e AMOR...
    Meu bom dia à todos.
    Ester de Campinas São Paulo

    ResponderExcluir
  9. Bom dia Padre João Carlos, obrigado pelas orações e meditações, Deus abençoe sempre o Sr Padre. Peço forças a Jesus para seguir firme nesse momento tão difícil, tenho que fazer minha parte, e ajudando meus irmãos e familiares. Sua benção Padre.🙌🙌

    ResponderExcluir
  10. Será quê hoje temos ranços de fariseus? Usando os princípios evangélicos como principal obejetivo obter privilégios?Sobrecarregar os mais frágins com excesso de cobranças sem cumprir nossas funções?Que bom saber que já exestem Cristãos autênticos,ao contrário dos perversos,são co-responsávens pelas palavras vivem o que ensinam,isso foi o evangelho que Cristo viveu cumprindo o que era passado para os seus amigos, então ele foi um ser humano normal embora,fosse Divino.Viver sem privilégios é resgate da Pedágogia Cristã.

    ResponderExcluir
  11. Devemos seguir as palavras do senhor Jesus e não nos deixeis cair em tentaçao dos inimigos.Vivenciar a palavra de Deus é fazer tudo de bom para o nosso crescimento espiritual pois só assim poderemos curar as nossas feridas. Obrigado Pai por tudo neste mundo que temos e nos libertando dos inimigos hoje e sempre.

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde padre João Carlos, mim chamo Antonio moro em São Vicente

    ResponderExcluir
  13. Que Jesus nos proteja e guarda das tentações malignas e nós ajuda seguir o bom caminha de Jesus

    ResponderExcluir
  14. Que o teu Santo Espírito continue nos guiando e nos purificando. Seja bendito o teu Santo nome hoje e sempre AMÉM JESUS Cristo!

    ResponderExcluir
  15. Boa tarde padre João Carlos já está chegando o final da tarde que chegue uma noite iluminada e abençoada que papai do céu te proteja e nossa senhora auxiliadora envolve o senhor no seu caminho 🙌😇🌟🌟🌹
    Não devemos confiar nas pessoas cegamente,e temer os que têm o poder.
    Devemos ser livre é isso que Jesus nos ensinou para não deixar colocar fardos pesados sobre os nossos ombros e depois não será disposto a levantar um dedo para novelos.
    Sejamos sábio só o temor do senhor leva uma vida correta de obediência a Deus.🙌👍🌹💕

    ResponderExcluir
  16. Boa noite padre João carlos, sou a Josiane de praia grande São Paulo, é um bênção suas meditações, estou repassando pro grupo da família, obrigada.deus abençoe grandemente você e sua família sua vida e seu sacerdócio. 👏🏻😍💙

    ResponderExcluir
  17. Ó Deus de bondade, eu LHE agradeço por ser VOSSO discípulo missionário. Todavia, me conceda a graça de ouvir, aprender, viver e ensinar a VOSSA palavra. Me conceda a graça da purificação. Me conceda a graça de fugir da maldade e do mal. Me conceda a graça de fazer somente o bem. Me conceda a graça de defender os pobres e pequeninos. Me conceda a graça de corrigir o opressor. Me conceda a graça de obedecê-Lo em todos os momentos da minha vida. Me conceda a graça de fazer boas ações. Me conceda a graça de servi-Lo com humildade e amor. Isso eu LHE peço pela intercessão de Jesus Cristo, VOSSO querido filho e meu amado SALVADOR. Amém.

    ResponderExcluir
  18. Boa noite padre João Carlos sua bênção obrigado por esse evangelho muito importante para a nossa fé Deus lhe abençoe e proteja amém paz e bem

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião.
Desejando comunicar-se em particular com o Pe. João Carlos, use esse email: padrejcarlos@gmail.com ou o whatsapp 81 3224-9284.

Postagem em destaque

Vocês também querem ir embora?

20 de abril de 2024 Sábado da 3ª Semana da Páscoa    Evangelho   Jo 6,60-69 Naquele tempo, 60muitos dos discípulos de Jesus, que o escutaram...

POSTAGENS MAIS VISTAS