PE. JOÃO CARLOS - MEDITAÇÃO: O CAMINHO DA FIDELIDADE

20200829

O CAMINHO DA FIDELIDADE


Ela saiu e perguntou à mãe: “O que vou pedir?” A mãe respondeu: “A cabeça de João Batista (Mc 6, 24).


29 de agosto de 2020 – Memória do Martírio de São João Batista

No aniversário de Herodes, certamente no palácio de sua capital Tiberíades, oferece-se um banquete aos grandes da Galileia: a corte, os oficiais, os cidadãos importantes. Herodes se casara com a cunhada, Herodíades, mulher do seu irmão Filipe. Além de cunhada, a mulher era sua sobrinha. A filha dela, enteada do rei, portanto sua sobrinha-neta, boa dançarina, apresentou-se dançando na festa. A dança e os gingados da moça agradaram em cheio os convidados e o rei. Este lhe prometeu um presente, o que ela pedisse, mesmo que fosse metade do seu reino. A mãe combinou com ela que pedisse a cabeça de João Batista. O rei, mesmo entristecido com o pedido, cumpriu sua promessa. Mandou degolar o profeta em sua prisão. É a triste história do martírio de João Batista.

Por que o evangelho de Marcos nos conta essa história tão triste? Primeira resposta. Uma razão é preparar o terreno, nos seus leitores, para a morte de Jesus. Na história de João Batista, o ódio da mulher do rei desencadeou a morte do profeta. Na história de Jesus, foi o ódio das lideranças do seu povo que o levaram à morte. Herodes mostrou-se fraco, reticente, objeto de manipulação de Herodíades. Na história de Jesus, foi Pilatos, o governante fraco e manipulado pelo Sinédrio dos hebreus. 

Por que o evangelho de Marcos nos conta essa história de tanta violência? Segunda resposta. Para podermos fazer uma comparação entre o banquete da morte e a multiplicação dos pães, o banquete da vida, que vem logo em seguida. No banquete de Herodes, o prato é a violência, a cabeça decapitada de João Batista. No banquete de Jesus, o prato é a partilha, a providência divina, a própria vida de Jesus entregue. Cinco mil homens se alimentaram com o que seria cinco pães e dois peixes.


Por que o evangelho de Marcos nos conta essa história de final tão desalentador? Terceira resposta. Para aprendermos o caminho da fidelidade com o profeta João Batista. No anúncio, ele foi claro e forte, denunciando os desmandos e o mau exemplo da vida irregular do rei e sua concubina. João foi fiel até o fim, sem se acovardar, nem recuar na palavra que devia proclamar.

Por que, afinal, o evangelista Marcos nos conta essa história? Quarta resposta. Para nos indicar que o caminho de João Batista continua no caminho de Jesus. Exatamente depois que João foi preso, Jesus voltou para a Galileia e começou a pregação, proclamando o evangelho do Reino de Deus.

Guardando a Mensagem

Em todos os tempos, os profetas são perseguidos. Jesus disse que, em contraponto, os falsos profetas são aplaudidos. Lendo o fim de João Batista, voltamos nosso olhar para a paixão de Jesus. Ele tomará o caminho dos profetas, homens da verdade de Deus, que terminam incompreendidos pelo povo e perseguidos pelas autoridades. Também nos ajuda a entender a graça da multiplicação dos pães que prepara a Eucaristia: Jesus comunica vida, dando-se a si mesmo. Herodes comunica morte, poupando-se a si mesmo. João Batista foi fiel à sua missão, denunciando o erro e perseverando na provação. Esse é o caminho do cristão. Não desistir, não se intimidar diante das dificuldades. Jesus continua o caminho de João. Nós continuamos o caminho de Jesus.

Ela saiu e perguntou à mãe: “O que vou pedir?” A mãe respondeu: “A cabeça de João Batista (Mc 6, 24).

Rezando a palavra

Senhor Jesus,

A atuação do governante Herodes, violento no exercício do poder e escandaloso em sua vida pessoal, produziu morte na história do seu povo: exploração, fome, perseguição política. É o que nos diz essa cena do martírio de João Batista. Já a tua atuação, Jesus, a atenção às necessidades daquela gente e o compromisso com Deus produziram vida na história do teu povo: acolhimento, partilha, fartura. É o que nos diz a cena da multiplicação dos pães que vem logo em seguida. Dá-nos, Senhor, tomar distância dos banquetes dos Herodes de hoje e pautarmos nossa vida e nossas opções pelo teu banquete no deserto. Seja bendito o teu santo nome, hoje e sempre. Amém.

Vivendo a palavra

Hoje é um dia bom pra você fazer um exame de consciência. Pergunte-se, em um momento de recolhimento do seu dia, se está sendo fiel ao que Deus tem lhe confiado como missão.


Pe. João Carlos Ribeiro, sdb






15 comentários:

  1. Bom dia!padre joão carlos.👋
    Eu creio nas palavra da justicia de deus.amém.

    ResponderExcluir
  2. Ninguém vive sem semear seja o bem seja o mal. Felizes são aqueles que por onde passam deixam sementes de amor, de bondade de afecto. Bom dia senhor Padre. Deus abençoe

    ResponderExcluir
  3. Bom dia, Padre! Com a profundeza dessa reflexão, podemos perceber que é bem mais cômodo fecharmos nosso olhar para as dificuldades do caminho ao encontro da vontade do Senhor, do quê encarar e ser fiel ao chamado. Que Jesus nos anime à fidelidade do seu seguimento, hoje é sempre!

    ResponderExcluir
  4. A paz de Cristo!
    De qual banquete queremos participa?
    Do banquete da vida ou do banquete da morte? Precisamos fazer escolhas certas e decidirmos com firmeza pelo seguimento de Jesus no nosso dia a dia. Que Ele nos ajude.

    ResponderExcluir
  5. Em todos os tempos houveram festas e "festas",onde é celebração da alegria para outros sacrifícios.Qual situações nós seremos amigos? São tantos eventos que em determinado momentos felizes, será?Hoje em pleno temos muito o que comemorar, porém compredo porque Jesus Cristo era tão sensível assim,pois a verdadeira felicidade está no Estado de Espíritual através da serenidade sabedoria.Quer motivo maior para fazer festa? Naqueles basquetes da partilha; AMOR é o melhor motivo para nós Cristãos intender as festas promovidas entre os involvidos nos envetos que Cristo programava! Não faltaba motivo pra comemorar,porém a perversidade, violência, brutalidade, egoísmo inventa o prazer de ter alguém como fonte de plena felicidade, quando será que aceitaremos os princípios Cristão como essência do mundo melho? Até quando? Até quando?Deus quer falar mas falamos mais sobre isso.

    ResponderExcluir
  6. Amém padre João Carlos bom dia, obrigada pelas suas palavras tão lindas.

    ResponderExcluir
  7. Bom dia padre João Carlos.
    Meu Senhor e meu Deus, eu acredito na ressureição mas, aumentai a minha fé.

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Padre João Carlos
    Que O Todo Poderoso abençoe nossos caminhos, guie nossos passos, e seja sempre nossa companhia na estrada da vida...
    Senhor, dá-me forças para que eu possa ser fiel aos ensinamentos do Santo Evangelho e ao que Deus me confiou como missão nesta vida.
    SenhorJesus, abençoa padre João Carlos e toda equipe da AMA.
    À padre João Carlos e toda equipe da AMA, um final de semana muito feliz repleto de muita saúde e muitas graças.

    ResponderExcluir
  9. Bom Sábado Padre João Carlos e que Jesus Misericordioso possa discernir nosso caminho para Ele e que nossas promessas sejam somente para Ele e consigamos esquecer as coisas do mundo e Viver Sempre em Cristo e com Cristo.

    ResponderExcluir
  10. Parabéns atrasado Pe João Carlos. Muitos anos de vida e saúde

    ResponderExcluir
  11. Louvado seja o senhor Jesus, a maldade desse mundo nos faz à meditar, com o Evangelio de hoje, são tantos casos horríveis q acontece que devemos estar atentos, ñ nos deixemos que nos não atinja. AMÉM!!!

    ResponderExcluir
  12. Explicação maravilhosa

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde padre João Carlos que o senhor tenha um ótimo final de semana abençoada e iluminada e protegido pelo manto sagrado de nossa senhora 🙌😇🌟🌟🌹
    Senhor, Jesus Cristo, afaste te mim todos os mares do mundo, e
    mergulhas me na luz da tua glória divina, e permitir que eu possa vivência te como ressuscitado em todas as situações
    do meu dia a dia,me enche de paz e de esperança sem medo para a vida que me presenteias.🙋🐑🌹💕

    ResponderExcluir
  14. Boa noite padre João Carlos agradeço pela meditação maravilhosa é muito importante para nós saber a história de João Batista Deus seja louvado bom domingo e que Deus ilumine sempre amém sua bênção

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião.
Desejando comunicar-se em particular com o Pe. João Carlos, use esse email: padrejcarlos@gmail.com ou o whatsapp 81 9.9964-4899.