03 dezembro 2019

PREPARANDO A EUCARISTIA

Jesus pegou os sete pães e os peixes, deu graças, partiu-os e os dava aos discípulos, e os discípulos às multidões (Mt 15, 36)
04 de dezembro de 2019.
Uma cena superinteressante, nos reserva o evangelho de hoje. Jesus está em território pagão. Também ali a missão está acontecendo. A missão, em várias partes do evangelho, é descrita como libertação dos sofredores. Assim, cercado de doentes e gente sofrida, Jesus os cura, os liberta. Num certo momento, ele chama os discípulos e lhes diz que sente compaixão daquele povo. Há três dias, eles o estão seguindo e, claro, estão com fome. Os discípulos só têm uma pergunta: como vão conseguir pão pra tanta gente naquele deserto? Informaram logo a Jesus que tinham somente sete pães e alguns peixinhos.
Com os sete pães que os discípulos tinham, Jesus alimenta todo mundo. Ele pega os pães, dá graças e os dá aos discípulos que os distribuem com a multidão. O mesmo faz com os peixinhos. Todos comem e ficam satisfeitos. As sobras enchem sete cestos.
Uma história tão simples e tão cheia de significados. Sete pães e sete cestos de sobras. No capítulo anterior, capítulo 14, o evangelista tinha contado outra multiplicação de pães. Na outra, sobraram doze cestos. Doze é o número do povo de Deus. Tudo bem. Deus alimenta o seu povo. Nesta, Jesus está em território pagão. Sete é o número das nações pagãs. Também os pagãos têm lugar no banquete de Jesus. Lá também, a missão está acontecendo.
Eu queria que agora a gente se concentrasse no lindo significado que tem esse texto, como uma catequese que é da Eucaristia, da Santa Missa. O fato de estarem numa região deserta, com fome, já nos lembra a situação que o povo de Deus passou quando peregrinava antes de entrar na terra prometida. No tempo antigo, o povo faminto foi alimentado por Deus com o maná. Deus teve compaixão do seu povo e mandava toda manhã o maná, o pão que descia do céu. O maná é um símbolo da Eucaristia e valeu como uma preparação para a Ceia, a Santa Missa.
Jesus tem compaixão daquele povo que está com ele já há três dias, com fome, e providencia o alimento. Agora, acompanhe os gestos de Jesus: “Jesus mandou que a multidão se sentasse no chão. Depois, pegou os sete pães, e deu graças, partiu-os e ia dando aos seus discípulos, para que os distribuíssem. E eles os distribuíam ao povo”. Deu pra todo mundo. Ficou todo mundo satisfeito. As sobras foram recolhidas. E Jesus despediu a multidão. Esses gestos de Jesus vão se repetir na última Ceia. Essa refeição coletiva é já uma preparação para a Eucaristia, uma espécie de catequese sobre a Santa Ceia.  
Na narração, percebe-se a estrutura da celebração da Eucaristia: o povo reunido em torno de Jesus; Jesus que anuncia o Reino de Deus; Jesus que toma os pães, dá graças, reparte e manda distribuir; a multidão que é alimentada; Jesus que despede o povo. É a estrutura da missa: a acolhida, a mesa da palavra de Deus, a mesa do pão consagrado, a despedida.



Guardando a mensagem
Olha quanta coisa podemos aprender nesse texto: antes do pão, vem a Palavra (Jesus passou três dias anunciando o Reino de Deus ao povo, antes da multiplicação dos pães);  a Eucaristia é especialmente partilha, dom de si mesmo aos outros (Os discípulos só tinham sete pães e alguns peixinhos e ofereceram tudo. Eles recebiam os pedaços de pão de Jesus e   os entregavam ao povo); a Eucaristia é o próprio Jesus que se entrega em alimento para a multidão faminta (Jesus mesmo parte o pão e o entrega, como se a si mesmo se desse em alimento);  toda refeição em família é uma espécie de eco da Eucaristia (ali também damos graças a Deus e abençoamos a comida); as sobras devem ser recolhidas e guardadas (é assim que guardamos a reserva eucarística no sacrário e também aprendemos que devemos evitar todo desperdício de alimento).
Jesus pegou os sete pães e os peixes, deu graças, partiu-os e os dava aos discípulos, e os discípulos às multidões (Mt 15, 36)
Rezando a palavra
Senhor Jesus,
Vemos nessa cena da multiplicação dos pães no deserto, uma preparação para a Ceia Eucarística que celebraste com teus discípulos, antes de tua paixão e que celebras conosco todos os dias, especialmente no domingo, o dia de tua páscoa. Tu és o pão da vida. Tu a ti mesmo te deste como alimento, verdadeiro maná que alimenta para a vida eterna. Concede-nos, Senhor, que aprendamos contigo a compaixão e a partilha como disposições necessárias para celebrar contigo a Eucaristia. Seja bendito o teu santo nome, hoje e sempre. Amém.
Vivendo a palavra
No seu caderno espiritual, responda a esta pergunta: Como anda a minha participação na Santa Missa, na Eucaristia?
Você pode me ouvir também pelo aplicativo Rádio Tempo de Paz. Na loja de aplicativos do seu celular androide, procure e baixe: Rádio Tempo de Paz.  
A gente se encontra às 10 da noite, no facebook. 
Pe. João Carlos Ribeiro – 04 de dezembro de 2019.

19 comentários:

  1. Lindo esse evangelho que fala da multiplicação dos7paes e dos 2 peixes, só Jesus mesmo pra fazer tantos milagres.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Padre! Ótima reflexão

      Excluir
    2. Muito lindo o evangelho de hotem Jesus multiplica os país e os peixes com todos e ainda sobra muito linda esse evangelho obrigada padre João Carlos

      Excluir
  2. Gloria a vós Senhor! ! ! JESUS MANSO HUMILDE DE CORAÇÃO FAZEI O NOSSO CORAÇÃO SEMELHANTE A VOSSO.

    ResponderExcluir
  3. Muito lindo o evangelho de hoje

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Pe João Carlos, uma linda reflexão p começarmos d bem o dia jesus seja bendito seu santo nome amém.

    ResponderExcluir
  5. Senhor Jesus

    Obrigado pelo pão de cada dia. Obrigado Senhor pela minha mesa farta Amém.

    Bom dia Padre João Carlos.

    ResponderExcluir
  6. BOM DIA! padre João Carlos,o ESPÍRITO SANTO te acompanhe e ilumine,obrigada por cada dia nos evangelizar por meio de tão rica reflexão

    ResponderExcluir
  7. Obrigada Senhor, Por não deixar faltar o alimento em nossa mesa.

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Padre João Carlos. Que Deus lhe abençoe neste dia com muita saúde e muita paz e muita sabedoria. Bim vinda a MEDITAÇÃO E a linda reflexão do Evangelho de hoje, nos fala da multiplicação dos pães e dos peixes. Jesus pegou os sete pães e dois peixes, deu graças, partiu-os e os dava aos discípulos, e os discípulos às multidões ( Mt 15,36 ). JESUS,ilumina meus passos para que eu possa enxergar o mundo com os olhos da fé e encarar cada dificuldade, como uma oportunidade para me tornar uma pessoa melhor.... AMÉM... Padre João Carlos,deixo aqui o meu pedido de oração... Ester de Campinas São Paulo

    ResponderExcluir
  9. Palavras da salvação.
    Glória a vós Senhor.

    ResponderExcluir
  10. Obrigado pelo pão de todos dia Deus por tar na minha casa

    ResponderExcluir
  11. Senhor vós sois o bom- Pastor Maria Emilia

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde Padre João Carlos, que Jesus e a virgem Maria continuem abençoando sua Missão, quero agradecer pelas meditações todos os dias. Obrigado Jesus pelo alimento todos os dias na minha casa, que eu nunca feche os olhos, para que bate a minha porta, Jesus com com 7 pães e dois peixes alimentou tanta gente, também eu Senhor, com amor, posso alimentar meus irmãos, aí Jesus vai multiplicar o que tenho e alimentarei muitas gente também, basta amor, e coragem. Peço oração pela minha Saúde e do meu esposo Ivaldo. Sua bênção Padre.🙌🙌

    ResponderExcluir
  13. Esse Evangelho é belíssimo a compaixão de Jesus é para todos eu também senhor posso alimenta os meus irmãos com o pico que tenho

    ResponderExcluir
  14. Ó Deus, fonte de toda misericórdia e de toda bondade, eu LHE agradeço por tudo de bom que o SENHOR fez na vida do VOSSO povo. Contudo, me ensine participar com amor, esperança, confiança e alegria do santo banquete. Me ensine vencer a opressão. Me ensine alcançar a salvação. Me ensine ser VOSSO discípulo missionário. Me ensine glorificá-Lo, adorá-Lo, louvá-Lo, bendizê-Lo e agradecê-Lo com fé. Me ensine servir os doentes. Me ensine servir e ter compaixão dos sofredores. Isso eu LHE peço pela intercessão de Jesus Cristo, VOSSO querido filho e meu amado SALVADOR. Amém.

    ResponderExcluir
  15. Essa reflexão é para ser feita diariamente. O pouco com Deus se torna muito. Tendo compaixão pelo próximo como fez Jesus, podemos fazer muito com o que temos. Fica aí o exemplo do Nosso Mestre Jesus Cristo.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião.
Desejando comunicar-se em particular com o Pe. João Carlos, use esse email: padrejcarlos@hotmail.com ou o whatsapp 81 9.9780-8230