20210406

O SENHOR CURA AS NOSSAS CEGUEIRAS


07 de abril de 2021

EVANGELHO


Lc 24,13-35

13Naquele mesmo dia, o primeiro da semana, dois dos discípulos de Jesus iam para um povoado chamado Emaús, distante onze quilômetros de Jerusalém. 14Conversavam sobre todas as coisas que tinham acontecido.
15Enquanto conversavam e discutiam, o próprio Jesus se aproximou e começou a caminhar com eles. 16Os discípulos, porém, estavam como que cegos, e não o reconheceram. 17Então Jesus perguntou: “Que ides conversando pelo caminho?” Eles pararam, com o rosto triste, 18e um deles chamado Cléofas, lhe disse: “Tu és o único peregrino em Jerusalém que não sabe o que lá aconteceu nestes últimos dias?”
19Ele perguntou: “Que foi?” Os discípulos responderam: “O que aconteceu com Jesus, o Nazareno, que foi um profeta poderoso em obras e palavras, diante de Deus e diante de todo o povo. 20Nossos sumos sacerdotes e nossos chefes o entregaram para ser condenado à morte e o crucificaram. 21Nós esperávamos que ele fosse libertar Israel, mas, apesar de tudo isso, já faz três dias que todas essas coisas aconteceram! 22É verdade que algumas mulheres do nosso grupo nos deram um susto. Elas foram de madrugada ao túmulo 23e não encontraram o corpo dele. Então voltaram, dizendo que tinham visto anjos e que estes afirmaram que Jesus está vivo. 24Alguns dos nossos foram ao túmulo e encontraram as coisas como as mulheres tinham dito. A ele, porém, ninguém o viu”.
25Então Jesus lhes disse: “Como sois sem inteligência e lentos para crer em tudo o que os profetas falaram! 26Será que o Cristo não devia sofrer tudo isso para entrar na sua glória?” 27E, começando por Moisés e passando pelos Profetas, explicava aos discípulos todas as passagens da Escritura que falavam a respeito dele.
28Quando chegaram perto do povoado para onde iam, Jesus fez de conta que ia mais adiante. 29Eles, porém, insistiram com Jesus, dizendo: “Fica conosco, pois já é tarde e a noite vem chegando!” Jesus entrou para ficar com eles. 30Quando se sentou à mesa com eles, tomou o pão, abençoou-o, partiu-o e lhes distribuía.
31Nisso os olhos dos discípulos se abriram e eles reconheceram Jesus. Jesus, porém, desapareceu da frente deles. 32Então um disse ao outro: “Não estava ardendo o nosso coração quando ele nos falava pelo caminho, e nos explicava as Escrituras?” 33Naquela mesma hora, eles se levantaram e voltaram para Jerusalém onde encontraram os Onze reunidos com os outros. 34E estes confirmaram: “Realmente, o Senhor ressuscitou e apareceu a Simão!” 35Então os dois contaram o que tinha acontecido no caminho, e como tinham reconhecido Jesus ao partir o pão.

MEDITAÇÃO


Não estava ardendo o nosso coração quando ele nos falava pelo caminho e nos explicava as Escrituras? (Lc 24, 32)

Lucas, capítulo 24. Dois discípulos, passados os três dias do sepultamento, estão voltando pra casa. Os dois vão conversando pelo caminho, na maior tristeza. Eles estão tão cegos que não reconhecem Jesus ressuscitado que caminha e conversa com eles. Esse peregrino pergunta o que estava acontecendo. Eles contam o que tinha acontecido com Jesus de Nazaré em Jerusalém, sua prisão, morte de cruz e sepultamento. E o peregrino vai explicando como, nas Escrituras, estava claro que o Messias iria sofrer muito. Chegam ao seu povoado de Emaús e eles oferecem hospedagem ao peregrino. Como estava ficando tarde, eles acharam mais seguro que ele dormisse por ali mesmo. Na hora do jantar, o hóspede toma o pão e faz os mesmos gestos da multiplicação dos pães e da última ceia. É aí que seus olhos se abrem. Eles o reconhecem. O peregrino é Jesus e ele está ali, vivo, ressuscitado. Aí eles retornam à Jerusalém, de onde tinham vindo. Reencontram a comunidade dos discípulos e discípulas. Contam o que tinha acontecido e ficam sabendo que Jesus tinha aparecido também a Pedro. Estava todo mundo contente, muito feliz mesmo.

Você viu? Os dois estavam como cegos. Eles ficaram desencantados com a morte e o sepultamento de Jesus. Naquele domingo (o mesmo da ressurreição), eles largaram a comunidade e voltaram pra casa. E nem reconheceram Jesus, o peregrino que andara com eles pelo caminho. Mas, chegou uma hora em que eles o viram claramente. E voltaram para a comunidade, com o maravilhoso testemunho de que Jesus está vivo, ressuscitado. Eles o encontraram no caminho. 

Podemos perceber cinco passos ou etapas nesse caminho de superação da cegueira. Jesus perguntou o que estava acontecendo. Eles contaram tudo o que aconteceu com Jesus, tim-tim por tim-tim. É o passo da ATENÇÃO À REALIDADE, o primeiro passo. Partir do que lhe está acontecendo. É a sua história, os acontecimentos, o que está lhe causando apreensão neste momento. 

Jesus saiu explicando como nas Escrituras aparecia o projeto de Deus de um messias-servo. O coração deles ardia, nesse momento. É o passo da ILUMINAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS, o segundo passo. Não basta saber o que está acontecendo, é preciso acolher o que Deus nos revela, como o projeto de Deus vai se realizando em nossa história. 

Quando chegaram ao povoado, estava já tarde, eles o acolheram em casa. Puseram em prática o ensinamento de Jesus: “Eu era peregrino e vocês me acolheram”. Este é o terceiro passo do caminho: a VIVÊNCIA DA CARIDADE, amar como Jesus amou. Não dá pra chorar na crucificação de Jesus e não sentir a dor do irmão que caminha ao seu lado. A caridade tem nome nessa pandemia: solidariedade, responsabilidade com a saúde e a fome dos outros. 

Em casa, chegou a hora de se sentarem ao redor da mesa para o jantar. Jesus fez igualzinho como na ceia de páscoa (a última ceia): tomou o pão, deu graças, partiu e o entregou a eles. É a CELEBRAÇÃO DA EUCARISTIA, o quarto passo. Na Santa Missa, como chamamos a Eucaristia, fazemos memória da morte e ressurreição do Senhor Jesus. Nós experimentamos a sua presença na comunidade, na palavra e no pão, fortalecendo nossa comunhão com ele e com os irmãos. De maneira especial, sua presença é real no sacramento do pão e do vinho. Foi nesse momento que seus olhos se abriram. Experimentaram claramente que o crucificado está vivo e vitorioso. 

Naquela mesma noite, eles voltaram para Jerusalém, para a comunidade. Lá receberam o testemunho de que o Senhor tinha aparecido a Simão e deram o testemunho de que o encontraram no caminho. É o passo da PARTICIPAÇÃO NA COMUNIDADE, o quinto passo. Conhecer, crer, amar, celebrar e integrar-se à comunidade cristã. 

Não estava ardendo o nosso coração quando ele nos falava pelo caminho e nos explicava as Escrituras? (Lc 24, 32)

Rezando a palavra

Senhor Jesus,
nem todos nós estamos conseguindo vibrar com a alegria deste tempo de páscoa, por causa da pandemia. Mas, sabemos, Senhor, na tua ressurreição, Deus está fazendo novas todas as coisas. Senhor, cura as nossas cegueiras. Caminha conosco, por meio de teus catequistas e evangelizadores, nos ajudando a compreender as Escrituras e crer em ti. Que eles nos ajudem a amar e servir os sofredores, com quem foste solidário até à morte de cruz. Que pela participação na Santa Missa, renovemos a nossa comunhão contigo e com os irmãos de nossas comunidades. Com eles, queremos carregar nossa cruz como teus discípulos e discípulas, na esperança e na fé. Seja o teu santo nome bendito, hoje e sempre. Amém.

Vivendo a palavra

Seria muito proveitoso você ler o texto da Meditação de hoje, assim poderá rever melhor os cinco passo da superação da cegueira. Para chegar ao texto, é só clicar no link que estou lhe enviando.

No Show da Páscoa que estamos preparando para sábado, vamos cantar FICA CONOSCO, canto religioso que compus alguns anos atrás, meditando esse evangelho dos discípulos de Emaús. Segue a letra deste canto e o áudio também. Se não os tiver recebido, solicite a quem lhe repassou a Meditação ou acesse www.padrejoaocarlos.com. 

Pe. João Carlos Ribeiro, sdb

FICA CONOSCO, SENHOR
Padre Joao Carlos


Andavam pensando tão tristes
De Jerusalém a Emaús
Os dois seguidores de Cristo
Logo após o episódio da cruz
Enquanto assim vão conversando
Jesus se chegou devagar
De que vocês estão palestrando?
E ao Senhor não puderam enxergar

Fica conosco, Senhor!
É tarde e a noite já vem!
Fica conosco Senhor
Somos teus seguidores também 

Não sabes então forasteiro
Aquilo que aconteceu?
Foi preso Jesus Nazareno
Redentor que esperou Israel
Os chefes a morte tramaram
Do santo profeta de Deus
O justo foi crucificado
A esperança do povo morreu

Três dias enfim se passaram
Foi tudo uma doce ilusão
Um susto as mulheres pregaram
Não encontraram seu corpo mais não
Disseram que Ele está vivo
Que disso souberam em visão
Estava o sepulcro vazio
Mas do Mestre ninguém sabe não

Jesus foi então relembrando
Pro Cristo na glória entrar
Profetas já tinham falado
Sofrimentos devia enfrentar
E pelo caminho afora
Ardia-lhes o coração
Falava-lhes das Escrituras
Explicando a sua missão

Chegando afinal ao destino
Jesus fez que ia passar
Mas eles demais insistiram
Vem, Senhor, vem conosco ficar
Sentado com eles à mesa
Deu graças e o pão repartiu
Dos dois foi tão grande a surpreso
Jesus Cristo, o Senhor, ressurgiu

17 comentários:

  1. Amém padre João Carlos bom dia obrigada pelas suas palavras tão lindas. Que o sen hor cure a nossa cegueira.

    ResponderExcluir
  2. BOM DIA!!! padre João Carlos, obrigada por esta LUZ de DEUS que o sr. nos trás todos os dias através desta explicação tão rica da meditação, que esta LUZ sempre ilumine a vida do sr. com muita saúde. DEUS o abençoe também.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo7/4/21 08:12

    Bom dia Padre João Carlos. Que Deus te conceda um dia cheio de paz, de bênçãos e o mais importante:a presença de DEUS! Que possamos amar e servir os
    Sofredores, Senhor, com quem foste solidário até a morte de cruz.
    Senhor Jesus Cristo, abençoa padre João Carlos e todos da AMA. Fiquem com Deus.

    ResponderExcluir
  4. como é mto especial esse evangelho eu amo lê e ouvi-lo. mto gratificante. e Deus abençoe o padre JOÃO CARLOS POR INTERPRETA-LO PARA NÓS

    ResponderExcluir
  5. Bom dia padre João Carlos veja que belo dia ensolarado que seja o seu dia com toda essa luz e um dia abençoado
    Que papai do céu te proteja sempre e nossa senhora auxiliadora envolve o senhor no seu caminho.🙌😇🌟🌟🌟🌹
    Devemos abrir os olhos, não perder de vista Jesus, Ele é a
    razão de toda a nossa caminhada e também a nossa ressurreição para vivenciamos as coisas do alto, colocar o pensamento em Deus,e ser guiado pelo Espírito Santo e não ser guiado pelas
    coisas do mundo.
    Olha para vida nova,o tempo presente com alegria,um futuro pleno sem desânimo, com coragem e motivação.
    Ele está perto de nós Jesus Cristo nosso melhor amigo nunca se esqueça 🙌👏🐑🌹💕

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Padre João Carlos, suas bênçãos e obrigado pelas palavras explicadas e pela canção muito bonita. Estaremos em Oração para o Amor na Fé e que possamos ver Jesus principalmente em todas as nossas dificuldades. Salve Maria 🙏

    ResponderExcluir
  7. Belíssima canção 😍

    ResponderExcluir
  8. Louvado seja Deus por seus ensinamentos Pe. João Carlos!

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde padre João Carlos a sua benção fica conosco senhor

    ResponderExcluir
  10. Bendito seja o seu Santo nome agora e para sempre, hoje e para sempre AMÉM JESUS Cristo

    ResponderExcluir
  11. Linda mensagem que nos faz bem ao coração e a alma,pois o senhor está sempre em nossos corações eternamente.

    ResponderExcluir
  12. Amém! Que Jesus caminhe sempre conosco e nos liberte da cegueira!

    ResponderExcluir
  13. Quem de nós nunca sentiu uma segueira?Mas normalmente após passar sentimos o quanto estávamos equivocados em relação ao suposto conceitos de uma situação, naquele momento eles também sintiram a mesma senção que,sim vergonha, insegurança,medo, corvadia tudo isso são características comum a todos.Um caminho para Emaús, todos destruídos certo quê estavam tristes,uma coisa temos certeza alguém sabia que era Jesus uma pessoa mais sensível,observandoura ficou calada e deixou o mestre Jesus conduzir toda a conversa para despertar neles a percepção,porquê vocês fazem tanta questão desse Jesus? Só você não sabe dos milagres operados?Houve silêncio os olhos se abriram e Jesus Cristo partiu.

    ResponderExcluir
  14. Boa noite padre João Carlos agradeço muito com estás meditação maravilhosa muito bem explicadas que jesus ressuscitado lhe abençoe e proteja sempre amém 🙏🙏 paz e bem

    ResponderExcluir
  15. Pai rico em misericórdia, eu LHE agradeço por ser VOSSO discípulo missionário. Todavia, me conceda a graça de rezar da melhor forma possível. Me conceda a graça de ter saúde no corpo e na alma. Me conceda a graça de louvá-Lo e glorificá-Lo com amor. Me conceda a graça de viver o meu profetismo batismal. Me conceda a graça de vencer o sofrimento. Me conceda a graça de ser inteligente. Me conceda a graça de ter fé e confiança no meu REDENTOR. Me conceda a graça de pregar o evangelho. Me conceda a graça, ficando comigo para sempre. Me conceda a graça de ser abençoado. Me conceda a graça de participar piedosamente da Santa Missa. Isso eu LHE peço pela intercessão de Jesus Cristo, VOSSO querido filho e meu amado SALVADOR. Amém.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião.
Desejando comunicar-se em particular com o Pe. João Carlos, use esse email: padrejcarlos@gmail.com ou o whatsapp 81 9.9964-4899.

Postagem em destaque

Vá e faça a mesma coisa

Eu já andava desconfiado que o bom samaritano do evangelho fosse Jesus. Agora, já não tenho mais dúvidas. Bom, Jesus contou a históri...