10 maio 2019

A MISSA É A CEIA DA PÁSCOA


Aquele que come este pão viverá para sempre (Jo 6, 59)
10 de maio de 2019.
O capítulo 6 do Evangelho de São João é uma linda catequese sobre a obra redentora de Jesus, celebrada na Eucaristia. Ele falou muitas vezes sobre o alimento que ele daria para a vida eterna: sua carne e seu sangue. Muita gente achou aquilo muito estranho e se afastou. Mas, quando as comunidades começaram a celebrar do jeito que Jesus fez na última ceia, começaram a entender esse seu ensinamento.
E o que Jesus fez na última ceia? Ele antecipou a sua entrega na cruz, entregando-se ao Pai em nosso favor. Na cruz, ele deu a sua vida por nós. Aquela oferta generosa e obediente de si mesmo na cruz foi a mesma da ceia. É a mesma da Missa. A Missa renova aquela oferta do calvário, a sua morte redentora em favor da humanidade. A morte cruenta foi uma única vez. Mas, na Missa, como na última ceia, esse sacrifício é renovado, reapresentado a Deus.
Jesus fez sua celebração com os discípulos na ceia da páscoa. A última ceia foi uma ceia de páscoa. Na ceia da páscoa, comia-se o cordeiro assado, cordeiro que tinha sido antes oferecido em sacrifício a Deus. Na ceia de Jesus, não houve cordeiro sacrificado. O cordeiro era Jesus. Ele seria sacrificado. Ele seria o alimento a ser comido, na ceia da páscoa.
A Missa é a ceia da páscoa. O cordeiro que comemos, em família, em ação de graças pela libertação, é o próprio Jesus. Jesus está sacramentalmente presente no pão e no vinho consagrados. “Comam. Este é o meu corpo”. “Bebam. Este é o meu sangue”.
Na ceia pascal, a grande família rendia graças a Deus por todas as maravilhas que o Senhor realizara na história do seu povo, desde a criação, a escolha daquele povo, a libertação do cativeiro do Egito, a posse da terra prometida e muito mais. Na ceia dos cristãos, tudo é ação de graças ao Pai, por tudo que ele fez desde a criação até a vinda de Jesus e do Santo Espírito. Ação de Graças virou o nome da ceia pascal dos cristãos, Eucaristia.
Ele disse ao povo: “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia”. De fato, por sua morte, ele nos trouxe a vida. Ressuscitado, ele apresentou-se aos discípulos e lhes comunicou a paz  e o Espírito. A sua vida entregue expiou o nosso pecado. Ressuscitado, ele nos abriu as portas da casa de Deus: pelo dom do seu Espírito, agora somos filhos Deus. Na sua morte, ele nos deu a vida.
Na missa, na nossa ceia pascal, nos unimos a Cristo pela fé, pela caridade, pela oração e, muito especialmente, pela comunhão no pão e no vinho consagrados. Nós nos associamos ao seu sacrifício com nossas dores, nossos sofrimentos, nossas lutas. “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele”. Na comunhão, nos unimos a ele e ele se une a nós.
Guardando a mensagem
Jesus falou de sua carne e de seu sangue que ele daria para a vida do mundo. Ninguém entendeu. E muitos se afastaram. De fato, foi o sacrifício de sua vida na cruz – corpo entregue e sangue derramado – que nos trouxe a vida, a salvação.  Jesus celebrou essa entrega obediente de sua morte na ceia pascal, a última ceia. Do pão, fez sacramento do seu corpo e o deu em alimento. Do vinho, fez sacramento do seu sangue e o deu em bebida.No lugar do cordeiro sacrificado da ceia pascal, comemos pão e vinho, que, pelas palavras do Salvador e pela efusão do Espírito Santo, tornam-se substancialmente corpo e sangue de Cristo. Pela comunhão no seu corpo e no seu sangue, nos unimos profundamente a ele e ele a nós. Na Missa, elevamos ao Pai - com Cristo, em Cristo e por Cristo – a mais alta louvação e dele recebemos as mais elevadas graças e bênçãos.
Aquele que come este pão viverá para sempre (Jo 6, 59)
Rezando a Palavra
Esta é uma oração medieval rezada por Santo Inácio de Loyola, que continua sendo usada por milhões de cristãos após  a comunhão.

Alma de Cristo, santificai-me.
Corpo de Cristo, salvai-me.
Sangue de Cristo, inebriai-me.
Água do lado de Cristo, lavai-me.
Paixão de Cristo, confortai-me.
Ó bom Jesus, ouvi-me.
Dentro de vossas chagas, escondei-me.
Não permitais que me separe de vós.
Do espírito maligno, defendei-me.
Na hora da minha morte, chamai-me.
e mandai-me ir para vós,
para que vos louve com os vossos Santos,
por todos os séculos.
Amém.
Vivendo a palavra
Fale com alguém sobre esse evangelho de hoje. Você pode começar perguntando se ele (ou ela) participa da comunhão.

Pe. João Carlos Ribeiro – 10.05.2019

15 comentários:

  1. Muito boa esse escrito,e ótima homilia!Lindo demais quem não aprende, com um padre como esse nosso padre João Carlos! Obrigada padre João Carlos.E como sempre merece Parabens querido padre João Carlos.

    ResponderExcluir
  2. Jesus te entrego esse dia que seja feita a, vontade.

    ResponderExcluir
  3. A MEDITAÇÃO ME FEZ ENTRAR EM INTIMA UNIÃO COM JESUS RESSUSCITADO E ME PREPAROU PARA PARTICIPAR BEM MAIS DA SANTA MISSA NESTA SEXTA-FEIRA. QUE ELE O CORDEIRO SEM MANCHA NOS PURIFIQUE DE TODA E QUALQUER MANCHA QUE NOS AFASTE DESTE AMOR IMENSO .....
    "ENTREGOU ANTECIPADAMENTE A SUA VIDA NA CRUZ NO MOMENTO DA CELEBRAÇÃO DA CEIA".
    OBRIGADA JESUS POR ESTE TÃO GRANDE PELA HUMANIDADE!

    ResponderExcluir
  4. JESUS ENTREGO MEU DIA A TI E FAÇA A SUA VONTADE EU CREIO.

    ResponderExcluir
  5. Jesus eu ti louvo e te agradeço, pela minha vida e da minha família.O Senhor me livrou e hoje e sempre quero continuar minha caminhada até o dia que o Senhor me chamar. Obrigado Pe. João Carlos por nos levar a este encontro diário com Cristo.

    ResponderExcluir
  6. Daime desse pão Senhor para que eu tenha a vida eterna amém amém amém.

    ResponderExcluir
  7. Obrigada Senhor pelo seu amor por mim e minha casa,sei q c tds as dificuldades enfrentadas o Senhor sempre age para o melhor!Obgda Pe.por sua ajuda diária!Feliz Páscoa!!

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde Pe João Carlos é com muito carinho e saudades que peco a oração não só pela minha querida mãe mas pelas minhas avós que sao elas ,Mar Ma Ferreira ,Mar Ma Calistra de Jesus e Antônia Guimbra Soares que Deus de a elaso descanso eterno que Deus abençoe sempre o teu caminho

    ResponderExcluir
  9. Lindo,O ENVAJELIO! UMA ÓTIMA reflexão. Para nós. Obrigado padri joao

    ResponderExcluir
  10. Lindo homilia, obrigada meu Deus por tudo.

    ResponderExcluir
  11. Senhor Deus de poder e misericórdia, eu LHE agradeço por ser batizado e crismado. No entanto, me ajude ser VOSSO discípulo missionário. Me ajude vencer o sofrimento. Me ajude servir a VOSSA igreja. Me ajude rezar com fé e confiança. Me ajude fazer somente o bem. Me ajude invocá-Lo com amor. Me ajude anunciar o evangelho, da melhor forma possível. Me ajude ficar cheio do Espírito Santo. Me ajude comungar cada vez melhor. Me ajude ressuscitar no último dia. Me ajude ensinar com sabedoria. Isso eu LHE peço pela intercessão de Jesus Cristo, VOSSO querido filho e meu amado REDENTOR. Amém.

    ResponderExcluir

E você, o que pensa sobre isso?