12 fevereiro 2018

VOCÊ ESTÁ ESPERANDO UM SINAL?


MEDITAÇÃO PAR A SEGUNDA, DIA 12 DE FEVEREIRO DE 2018.

Por que essa gente pede um sinal? (Mc 8, 12)

Os fariseus fizeram muita raiva a Jesus. Eles, os mais praticantes da lei de Moisés, foram os que mais lhe criaram problema. Naquele dia, eles vieram e começaram a discutir com Jesus. Jesus gostava de dialogar com as pessoas. O diálogo é sempre útil para quem quer, de verdade, partilhar seus pontos de vista e se enriquecer com a verdade dos outros. Eles, por fim, queriam uma prova, um sinal do céu. Queriam que Jesus mostrasse algo poderoso, algo forte, convincente, que tirasse todas as suas dúvidas. Dúvidas sobre os seus ensinamentos, dúvidas sobre sua identidade.

Naquela altura da discussão, Jesus desistiu. Eles queriam um sinal do céu. Deus não gosta de agir dessa forma. Não pretende convencer com poderosos sinais, com manifestações extraordinárias de poder e autoridade. Isso está fora da lógica da encarnação. A lógica da vinda de Jesus foi a encarnação do Verbo. O Deus onipotente fez-se pequeno, humano. E desceu mais ainda na escala da grandeza, fez-se servo obediente. É o que nos diz o apóstolo Paulo na carta aos Filipenses. Então, os fariseus não contem com um sinal do céu para convencê-los.

Um sinal do céu, isso é para quem abre o coração para a ação de Deus. Para quem crê. Nos milagres de Jesus, muitas vezes ele diz: “A tua fé te salvou”. A fé é essa abertura do coração humano para o amor de Deus, para a ação dele. Sem a fé, sem o coração aberto para Deus, impedimos a manifestação de Deus. Em Nazaré, Jesus não pode fazer muitos milagres, porque o povo não tinha fé. Deus faz maravilhas, sim, na vida de quem crê. A Virgem Maria reconheceu: “O Senhor fez em mim maravilhas”. Mas, Izabel tinha lhe dito: “Bem-aventurada a que acreditou”. Deus faz maravilhas, sim, na vida de quem crê.

Os fariseus queriam um sinal do céu, um milagre retumbante.  Só assim, pensavam eles, acreditariam em Jesus.  Essa é a lógica da força, do poder, um Deus que se impõe com sua grandeza acachapante. A lógica da encarnação do Verbo é outra. No menino perseguido de Belém, está o próprio Deus, a pessoa do Filho. No sofredor, no humilhado, nos desvalorizados da sociedade, você encontra e alimenta, veste, visita, defende o próprio Filho de Deus. Crer não é o resultado de um impactante milagre. Crer é um ato livre, amoroso em resposta à manifestação de Deus na encarnação do Verbo. Os sinais de Deus e do seu amor estão por toda parte, em nossa vida, no cotidiano de nossa existência, bem pertinho da gente. Milagres? Claro, para quem o acolheu na fé.

Vamos guardar a mensagem

Os fariseus queriam um sinal do céu para acreditar em Jesus. Olha o comentário de Jesus: “por que essa gente quer um sinal? A essa gente não será dado nenhum sinal”. E foi embora. Pegou a barca e foi para o outro lado do grande lago. Os fariseus, como tanta gente que você conhece, estavam se movendo na lógica do poder, da força. Julgavam que acreditariam presenciando um milagre espantoso. Não é esse o modo de Deus agir. A lógica de Deus é a encarnação do Verbo. Jesus veio nos salvar assumindo nossa condição humana, inclusive nossa morte. Os sinais de Deus estão por toda parte, no cotidiano de nossa existência. Coisas maravilhosas, graças, milagres, claro, continuam a acontecer... na vida de quem crê. A fé é a porta aberta para a ação maravilhosa de Deus. Então, não fique esperando uma grande manifestação de Deus para passar a viver intensamente o seguimento de Jesus. A proclamação da palavra (que vem de Deus, na fraqueza dos evangelizadores) pede uma resposta de sua parte. Sua resposta é a fé. A fé é a aposta do amor que acolhe o Senhor na Gruta de Belém ou na Cruz. Entendeu? Deus se manifestou em nossa fraqueza. Que coisa maravilhosa!

Por que essa gente pede um sinal? (Mc 8, 12)

Vamos acolher a mensagem

Senhor Jesus,
A tua encarnação – que é a lógica de Deus – está na contramão de nossa cultura. Admiramos e nos dobramos à visão do palácio, não do casebre; da catedral, não da capela; do doutor, não do gari. Tu assumiste a nossa condição humana, e desceste ainda mais o degrau da grandeza, fazendo-te servo e servidor de todos. No mais humilde, te manifestas com maior eloquência. No mais sofrido, falas com mais vigor.  No oratório humilde, resplende ainda mais a tua glória. Ensina-nos a tua lógica, Senhor. Liberta-nos da lógica do poder e da grandeza. Seja bendito o teu santo, hoje e sempre. Amém.

Vamos viver a palavra

Nessa segunda-feira de carnaval, preparando-se para o início da Quaresma, anote a palavra de hoje no seu diário espiritual (ou na sua agenda bíblica ou no seu caderno). Aproveite e faça uma lista dos sinais de Deus em sua vida.

Pe. João Carlos Ribeiro – 11.02.2018


Nenhum comentário: