05 janeiro 2018

UM SERVO HUMILDE NA FILA DOS PECADORES

MEDITAÇÃO PARA O SÁBADO, 06 DE JANEIRO DE 2018


Eu nem sou digno de me abaixar para desamarrar as suas sandálias (Mc 1,8)

O evangelho de Marcos apresenta Jesus que vai se batizar com João Batista, no Rio Jordão. Quando Jesus saiu das águas, o céu se abriu e desceu sobre ele o Espirito Santo. E ouviu-se uma voz do céu confirmando que ele era o Filho Amado.

João tinha dito que, depois dele, viria alguém mais forte do que ele. Só de prever o encontro com Jesus, João declarou que não era digno nem de se abaixar para desamarrar as suas sandálias. Lavar os pés do seu senhor era o serviço do servo, do criado. João estava dizendo que não se sentia digno desse serviço, tão elevado era o Messias que ele estava anunciando.

João mostrou-se muito humilde. Mas, Jesus foi mais ainda. Você se lembra da cena do lava-pés? Jesus levantou-se, tirou o manto, cingiu-se com uma toalha, abaixou-se e foi lavar os pés dos seus discípulos. Uma cena muito forte. Jesus, o Senhor, faz o papel de servo, de criado, lavando os pés dos seus subordinados. Pedro mesmo estranhou aquilo e não queria que Jesus lavasse os seus pés.

As palavras de João realçam a grandeza de Jesus, para o qual ele está abrindo os caminhos. O gesto de Jesus de lavar os pés dos seus discípulos sublinha o modo como ele exerceu a sua missão: abaixando-se ao assumir nossa condição humana, servindo, lavando-nos os pés, purificando-nos do pecado, tomando o nosso lugar na cruz.

Jesus abaixou-se para nos encontrar em nossa pequenez, em nossa humanidade. Ele fez-se servo. Ele nos lavou com o derramamento do seu Santo Espírito. Respondamos a esse amor com um amor sincero, mesmo sabendo que não somos dignos nem de sermos seus servos, de nos abaixarmos para desamarrar as sandálias dos seus pés.

Vamos guardar a mensagem de hoje

Neste sábado, meditando sobre o amor de Jesus que se manifestou em vir a nós, com tanta humildade, colocando-se na fila dos pecadores para receber o batismo de João. Assim, já vamos nos preparando para celebrar a Epifania do Senhor, a sua manifestação como salvador de toda a humanidade. É a mensagem da história da visita dos Magos que vamos celebrar amanhã. Ele fez-se servo obediente, como disse Isaías e depois o próprio São Paulo. O nosso amor a Cristo nos leva à sua imitação. Assim, amemos de verdade os nossos irmãos, como o Senhor nos ama. Somos servidores também dos nossos irmãos. 

Eu nem sou digno de me abaixar para desamarrar as suas sandálias (Mc 1,8)

Vamos acolher a mensagem de hoje com uma prece

Senhor Jesus,

Mostraste grande humildade indo se batizar com João Batista. João, sabendo de tua grandeza, achou que não era digno nem de se abaixar para desamarrar as tuas sandálias. E nós ficamos lembrando que toda a tua missão foi essa de servo, de servidor, lavando os nossos pés, com grande amor e humildade. Tu nos purificaste com o sacrifício de tua cruz. Nós nos damos conta que esse é o caminho que precisamos trilhar, à tua imitação. Dá-nos, Senhor, a graça de sermos também servidores dos irmãos, testemunhando nossa comunhão contigo. Seja bendito o teu santo nome, hoje e sempre. Amém. 

Vamos viver a palavra que meditamos

Em preparação da celebração deste domingo, a solenidade da Epifania do Senhor, adiante a leitura do evangelho de amanhã: Mateus 2,1-12.

Pe. João Carlos Ribeiro - 06.01.2018