29 junho 2017

A casa não caiu

Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos deram contra a casa, mas a casa não caiu, porque estava construída sobre a rocha (Mt 7, 25)
Jesus dramatizou bem:  três contra um. A chuva, as enchentes e os ventos, tudo junto contra a casa. É que uma desgraça nunca vem só, não é verdade? Vem sempre acompanhada. Olha o trio: chuva, enchente e ventania;  outra escalação: desemprego, doença e desunião.  Todos contra a casa.
Na história de Jesus e na história de nossa vida, sabemos: a crise sempre vem.  É o inverno tropical: ventos, chuva e enchente. E a crise vem e derruba a casa, se a casa for mal construída. Se a casa for edificada sobre a areia, a ruína é certa. Desmorona, não tem jeito. E por que cai? Porque suas bases são frágeis, porque não tem alicerces firmes.
O que seria a casa? A casa que gente constrói é a nossa própria vida. Pode ser a vida profissional, pode ser o casamento ou qualquer outra construção humana.  Quem constrói nas carreiras e pela lei do menor esforço edifica em terreno que não seja firme, vai ter o prejuízo de ter sua casa levada pelo vento e pela enchente da primeira crise que vier. Construir na areia é procurar a facilidade do que for mais rápido e menos trabalhoso. Alicerce é coisa que gasta tempo, envolve esforço pessoal, paciência, dedicação.
Sem alicerce sólido, a sua casa não aguenta o inverno tropical. Sem estudo sério e comprometido, seu exercício profissional fracassa no primeiro teste. Sem séria formação do caráter, educação para a liberdade, capacidade de renúncia, o adolescente sucumbe na segunda oferta que um colega lhe fizer de um cigarro de maconha.  Sem um namoro de anos de crescimento,  condições mínimas de sobrevivência e moradia providenciadas e a seriedade do sacramento, o casamento pode desabar  no terceiro desencontro do casal. Casas construídas sobre a areia não resistem às intempéries do inverno.
Jesus acrescentou um detalhe muito importante. Constrói casa sobre a areia quem ouve as suas palavras e não as pratica. A palavra de Jesus indica o caminho certo para nós trilharmos com segurança. E ele disse para entrarmos pela porta estreita, não pela porta larga. Por outro lado, quem ouve as suas palavras e as põe em prática constrói sua casa sobre a rocha. É por isso, que os ventos, a chuva e a enchente não a derrubam.
Quem está com os alicerces de sua casa comprometidos, uma boa notícia: a engenharia divina pode restaurar as bases de sua casa. Deus pode ajudar a reconstruir a sua vida.
Vamos guardar a mensagem de hoje
Chuva, enchentes e fortes ventanias são uma representação das crises que se abatem sobre nós, na família, no trabalho, no casamento, na sociedade. Crises, problemas, fracassos, turbulências de todo tipo, é o que não faltam em nossa vida. E vem pra todos. A diferença está nos alicerces. Se eles forem bons, a casa estará de pé quando a tempestade passar. E Jesus foi claro em dizer que alicerces são esses: ouvir sua palavra e pô-la em prática.
Senhor Jesus,
Estou tentando construir minha casa sobre a rocha firme de tua palavra. Estou tentando reforçar os alicerces da construção de minha casa. Sei que isso me custa esforço, renúncia, sacrifício.... não se constrói de um dia pra outro. Não se improvisa uma boa casa. Ela precisa de planejamento e muito trabalho.
Senhor, dá-me a graça de não improvisar minha profissão, minha família ou minha vida cristã. Quanto mais aprofundo, lançando alicerces sobre a rocha firme, mas me preparo para enfrentar os vendavais da vida. Quanto mais brinco de família,  ou levo no mais-ou-menos o meu trabalho, ou vivo uma vida espiritual relaxada, mais me exponho ao fracasso e à destruição.
Dá-me, Senhor, a graça da perseverança nessa construção.

Seja bendito o teu santo nome, hoje e sempre. Amém
Pe. João Carlos Ribeiro - 28.06.2017