05 setembro 2013

Nunca mais guerra!

As pessoas de boa vontade, em todo o mundo, estão preocupadas com a situação de violência vivida pelo povo da Síria. Esse país do Oriente Médio, cuja capital é Damasco, está mergulhado numa guerra civil que já ceifou mais de 100 mil vidas em três anos, agravada pelo recente episódio do uso de armas químicas vitimando cerca de 1.500 civis, inclusive grande número de crianças.  Os Estados Unidos, com o apoio de outras potências, desconhecendo o parecer da ONU, preparam-se para uma intervenção armada naquele país. Em muitas partes do globo, multiplicam-se manifestações apreensivas a respeito da delicada situação. 

O Papa Francisco, interpretando o grito de paz de inúmeros setores e das comunidades da Igreja Católica, no domingo passado, convocou um dia de jejum e oração pela paz, para que se peça a Deus que mova os corações para uma solução pacífica e duradoura. "Nunca mais guerra", prega o Pontífice. Ele considera que a paz é um dom precioso que deve ser promovido e tutelado.  Convocou os fiéis da Igreja para um dia de jejum e oração e estendeu o convite às outras Igrejas cristãs, às outras Religiões e a todas as pessoas de boa vontade.

O Papa disse na Praça: "Hoje, queridos irmãos e irmãs, queria fazer-me intérprete do grito que se ergue, com crescente angústia, em todos os cantos da terra, em todos os povos, em cada coração, na grande única família que é a humanidade: o grito da paz!". As adesões ao convite do Papa estão  sendo surpreendentes, não só por parte dos setores católicos, mas particularmente por líderes religiosos do Oriente Médio e mesmo mulçumanos, entre outros. 

O Reitor Mor dos Salesianos,  Pe. Pascoal Chavez, enviou mensagem, recomendando uma generosa acolhida a esse pedido do Papa por parte de todos os grupos da Família Salesiana. Insiste que cada comunidade educativa, em espírito de comunhão com toda a Igreja, realize um momento de oração pela paz, bem como um momento de educação à paz. Fala também do testemunho comunitário de paz a ser dado nesse momento.

O dia de jejum e oração foi marcado para esse 07 de setembro, sábado próximo. Nesta data, em Roma, o Papa vai presidir uma vigília na Praça de São Pedro, das 19 as 24 horas. No Recife, o arcebispo Dom Fernando vai conduzir uma manhã de oração, pela Rádio Olinda. As paróquias e comunidades religiosas também estão organizando sua própria programação, segundo a solicitação da Arquidiocese, só para citar o caso do Recife. 

A Associação Missionária Amanhecer (AMA) vai reunir sócios e ouvintes na MISSA PELA PAZ, no centro da cidade do Recife, nesta sexta-feira, às 17 horas. O Colégio Salesiano, com seus estudantes e professores, realiza um Momento pela Paz, às 9 horas, no Teatro Boa Vista, também nessa sexta. Os fiéis que freqüentam a Basílica do Sagrado Coração, com a comunidade dos salesianos, realiza, no sábado pela manhã, uma hora de adoração pela paz na Síria e no mundo. 

Por alguma razão, o Papa se despediu domingo passado, na oração do Ângelus: "Espero todos vocês sábado próximo, às 19 horas, na Praça de São Pedro".

Pe. João Carlos Ribeiro, sdb
Postar um comentário