Meditação da Palavra

02 agosto 2012

Para o dia do padre

DEIXE ISSO PARA OS OUTROS

Outro dia ouvi esse fato da boca de um vocacionado. Ele apresentou-se ao pai para uma conversa muito especial. Uma conversa sobre o seu futuro, sobre sua vocação. Contou ao pai que queria ser padre. E desejava entrar no Seminário. O pai, refeito do susto, procurou dissuadi-lo da ideia, procurando aparentar a maior calma do mundo. "Meu filho, você é muito novo, não sabe o que é a vida. Cadê a sua namoradinha? Pegue esse dinheiro aqui. Leve sua garota ao motel. Você vai ver que isso passa... Vá se divertir. Essas ideais... isso não combina com você".

O filho argumentou que há anos vinha pensando no assunto e frequentando encontros vocacionais. E estava tomando a decisão de ir para o Seminário. O pai já não pode continuar simulando tanta tranquilidade. Esbravejou: "Padre é uma profissão que ninguém dá valor. Você é muito jovem. Procure curtir a vida. Tire isso de sua cabeça. Um filho meu virar padre, isso não combina comigo. Deixe isso pra outros..". Mais coisas disse o pai naquela conversa, inclusive insinuações maldosas sobre a vida sexual do moço. A conversa deixou o jovem desorientado. E logo ele que admirava tanto o pai.

"A seara é grande, mas os operários são poucos", continua lamentando Jesus. Apesar de hoje haver tanto incentivo à vocação dos leigos, ao papel ativo de solteiros e casados no trabalho pastoral, a Igreja continua precisando de padres. A participação ativa dos cristãos leigos não elimina o papel dos sacerdotes. Eles são ainda mais necessários hoje. Quem vai presidir a Eucaristia de tantas comunidades? Quem vai coordenar os vários ministérios que estão surgindo por toda parte? Quem vai ouvir em confissão e absolver os pecados de um número cada vez maior de fiéis que pedem este sacramento?

A missão do padre é anunciar a Palavra de Deus, celebrar os Sacramentos e coordenar a vida da Comunidade. Ser um pastor no meio do seu rebanho. Tornar Jesus presente por sua palavra, sua ação e os sacramentos, sobretudo a Eucaristia e a Confissão. A Eucaristia, onde celebramos a presença real de Jesus entre nós, é a marca da Igreja Católica. Sem Eucaristia, não tem Igreja.

Já são tantas as dificuldades para um jovem chegar a ser ordenado padre. Tantos anos de estudo, tantas renúncias, esforço, empenho... Essas dificuldades não podiam ser aumentadas justamente nos lares católicos... Por que tanto preconceito contra a figura do padre? Por que essa vergonha de ter um filho seminarista? E isso vindo logo de lares católicos, de pais cristãos?

Graças a Deus estamos tendo um aumento considerável de ordenações de novos padres. E isso é um bom sinal. Incentivar as vocações é um sinal de amor à Igreja. E a Jesus Cristo. Foi Jesus quem orientou: Peçam ao dono da Messe que mande operários. Não falte com a sua parte. Incentive, apoie, defenda a vocação dos ministros de sua Igreja, daqueles que o Senhor escolheu para pastorear o seu rebanho.

Pe. João Carlos Ribeiro