Meditação da Palavra

18 junho 2012

O migrante climático

Você já ouviu falar de migrante climático? É uma nova situação do fenômeno da migração, agravada pelas mudanças climáticas do planeta. Pois é, migrante climático, gente que deixa sua terra e parte para outra forçada pelas secas, pelas enchentes, por terremotos, maremotos, tufões, furacões... e, muito em breve, também pela elevação do nível da água do mar. São as mudanças climáticas.

E essas mudanças estão acontecendo particularmente pelo aquecimento global; pela ação predatória do homem sobre os recursos naturais; pela poluição do ar, da água e da terra; pelo desmatamento e queimadas. É problemático também  o uso de combustíveis fósseis (petróleo, carvão mineral, gás) e o destino do lixo atômico. A vida no planeta está ameaçada pela ação humana. E essa é uma coisa muito séria e nem todo mundo está se dando conta do que está acontecendo.

O fato é que as mudanças climáticas em curso no planeta provocam deslocamentos de populações de um canto para outro, criando novas ondas de migração, os migrantes climáticos. Basta lembrar o recente desastre do Japão, com terremoto, maremoto e um desastre nuclear. A população do entorno de centenas de quilômetros daquela área teve que migrar para outras partes. E quando se trata de áreas atingidas por enchentes, deslizamentos, quem mais sofre é a população mais pobre.

A seca do sertão sempre expulsou muita gente nossa para o sudeste do país ou engordou ondas migratórias para o norte. As condições de pobreza continuam embarcando milhares de trabalhadores nordestinos para as fazendas de tomate de São Paulo ou Mato Grosso ou para a colheita de cana-de-açúcar por lá. À falta de oportunidade ou de emprego, hoje se somam as mudanças climáticas. E a condição de quem migra é sempre de insegurança, desenraizamento cultural, esfacelamento das famílias, preconceitos e, muitas vezes, perseguição nas novas terras por causa de sua condição de migrante.

E a Igreja está atenta a esse fenômeno da atualidade, a migração climática. Por isso está celebrando mais uma vez o dia mundial do migrante (que será no próximo domingo), preparado por uma Semana do Migrante. O que a Igreja quer é o reconhecimento do migrante climático, de seus direitos e a conquista de uma legislação internacional que lhe dê proteção. Migrações e Mudanças Climáticas: o que eu tenho a ver com isso? Boa pergunta para você que quer continuar sensível ao sofrimento dos outros e valorizar a solidariedade como forma cidadã de se viver e partilhar o sonho da vida.

O Papa Bento XVI escreveu uma bela mensagem para o dia mundial do migrante e do refugiado, com o tema "Migrações e novas evangelizações". Ele concluiu sua mensagem com essas palavras: "Queridos amigos, invoquemos a intercessão de «Nossa Senhora do Caminho», para que o anúncio jubiloso da salvação de Jesus Cristo infunda esperança no coração daqueles que se encontram, em condições de mobilidade, pelas estradas do mundo. No Brasil, a semana do migrante reflete o tema: Migração e Saúde. Conquistar direitos é defender a vida.

Pe. João Carlos Ribeiro