24 abril 2012

O passeio de Emaús

Na tradição salesiana, há o Passeio de Emaús. Pelo nome "Emaús", se entende que se trata de um passeio no tempo da páscoa. Lembra aquela viagem dos dois discípulos que voltaram de Jerusalém para o povoado de Emaús, após a morte de Jesus. No caminho, eles foram acompanhados pelo próprio Jesus ressuscitado, a quem não reconheceram. Jesus ressuscitado é o companheiro de viagem de todos nós, mesmo que os nossos olhos não o reconheçam. No início do tempo pascal, os salesianos com seus alunos, paroquianos ou colaboradores saem em passeio, fazendo eco às alegrias desse tempo em que se celebra a vitória de Jesus sobre o pecado, a morte e o mal. E a vitória de Jesus é a nossa vitória também.

Dom Bosco, no seu jeito de educar, valorizava muito a convivência e a amizade entre os educadores e os seus alunos. Por isso, organizava jogos, festas e passeios também. A cada ano, no período das férias do outono, levava dezenas de jovens a passeio à sua terra natal. No grupão que se deslocava pelos sítios e pequenas cidades de sua região não faltavam a banda de música, o grupo de teatro, o coral... Onde chegavam, era uma alegria só. E Dom Bosco era o mais animado. Fazia mágicas, regia o coro, celebrava a missa, tomava a dianteira nas caminhadas e nas brincadeiras. Para ele, esse era um momento educativo de primeira grandeza para os seus meninos, reforçando a vivência da fraternidade, o cuidado com a saúde, o sentimento de pertencimento ao grupo. E os seus alunos adoravam os passeios, como momentos de lazer, de convivência, de diversão.

O Passeio de Emaús continua sendo uma prática da pedagogia salesiana, levando educadores, jovens e famílias a experimentarem momentos de gratuidade e de festa, no início do tempo pascal.  Nós da AMA – Associação Missionária Amanhecer, dentro do espírito salesiano que nos anima, também fazemos o passeio de Emaús. Nesses anos, já estivemos em muitas localidades: João Pessoa, Goiana, Carpina, Nazaré da Mata, Garanhuns, Gravatá, Jaboatão, Glória de Goitá, Brejo da Madre de Deus, Caruaru, Ipojuca. E sempre com muita gente e muita animação. Domingo passado, fomos a Surubim, no agreste de Pernambuco. 

Vinte ônibus conduziram nosso povo a Surubim, na média dos nossos passeios que reúnem associados e ouvintes. Os ônibus saíram dos bairros e também do centro da cidade do Recife. Reunimo-nos, pelas 10 horas da manhã, na Igreja Matriz de São José. O pároco Pe. André nos recebeu com muita cordialidade, ao lado do Pe. Jair, vigário paroquial. A liturgia nos ajudou a celebrar a presença de Cristo Jesus ressuscitado em nossa vida. O evangelista contou como Jesus entrou no meio da reunião dos discípulos, mostrou-lhes as mãos e o lado e soprou sobre eles. Jesus está presente na comunidade, salvando por sua morte e ressurreição, e comunicando-lhe o seu divino Espírito. A tarde foi de confraternização e alegria, no Colégio Marista da cidade. Ali, tivemos feirinha, bingo, ciranda e show de música religiosa. 

O passeio de Emaús da AMA, além da convivência e da confraternização, cumpre também outro importante objetivo: reforçar o compromisso dos associados com a missão evangelizadora da Igreja, especialmente através do serviço nos meios de comunicação social. E é essa área da missão – a atuação religiosa no rádio, na televisão, nos jornais, na internet – que a nossa associação abraça. O passeio, como pensou Dom Bosco, reforça os laços de amizade, renova o sentimento de pertença ao grupo e anima o compromisso com a missão. 

Pe. João Carlos Ribeiro, 20.04.2012