13 julho 2014

Compreender a Palavra

Jesus não contou por acaso a parábola do semeador. Ele descreveu o que estava acontecendo. Muita gente o escutava, mas a palavra não mudava nada em sua vida.

A semente que caiu no caminho é quem escutou a palavra e não a entendeu. Seu terreno (seu coração) não pode acolher a palavra, porque não a entendeu. Não a recebeu como um terreno preparado para a plantação, para a semeadura.E aí, contou Jesus na parábola, vieram os pássaros e comeram a semente. E ele explicou: vem o maligno e rouba a semente. É quem não compreende a Palavra.

O que é a que a gente pode fazer para compreender a Palavra? Primeiro: prestar atenção. Sem atenção, não se escuta bem, não se entende o teor da comunicação. Prestar atenção. Abrir bem os ouvidos para ouvir bem. Há muita coisa acontecendo ao nosso redor, e em nós. Há muitas palavras sendo ditas. Mas, em tudo sobressai uma palavra especial: a que sai da boca de Deus. O homem não vive só de pão, lembrou Jesus, mas de toda palavra que sai da boca de Deus. Prestar atenção. Abrir os olhos pra ver e os ouvidos pra ouvir, como se fala no evangelho.

Para entender a Bíblia, a segunda coisa é estudar a palavra. Não é necessário ter curso universitário para ler a Bíblia. O interesse pessoal é mais importante do que muitos estudos. Mesmo quem não sabe ler, pode aprender a Palavra, ouvindo-a. É preciso esforço para ler regularmente a Bíblia, ouvir as explicações dos pregadores, meditá-la... Estudar a palavra é o esforço de ler e reler o texto, procurando o seu sentido, procurando entender a sua mensagem.

A terceira coisa para entender a Bíblia é rezar a palavra. As palavras da Bíblia são uma luz na nossa vida. Elas só podem ser compreendidas dentro do diálogo entre Pai e filhos. Por isso, a oração é o melhor lugar para se compreender a palavra. No diálogo, você fala, expõe sua vida, abre o livro de sua existência. E escuta Deus que lhe fala, nos livros sagrados, iluminando a sua vida, com o amor de Jesus. Rezar a palavra. É o lugar certo onde a palavra ganha sentido. Na oração, o que Deus fala tem um endereço certo: a sua vida, os seus compromissos com os outros e o mundo. Na oração, o diálogo é possível pela presença do Espírito Santo. É ele que nos abre ao mistério de Deus.

Para entender bem a Palavra de Deus, uma quarta coisa: praticá-la. Não se trata apenas de cumprir mandamentos. Mas, de viver à luz da palavra. Viver a palavra. Viver à luz do amor de Deus que a palavra testemunha. Seguir Jesus, como discípulo ou discípula. Reorganizar os próprios valores e a própria existência, segundo a dignidade e a vocação de filho de Deus. Viver na comunhão com Deus. Isto é praticar a palavra.

Prestar atenção, estudar a palavra, rezá-la, praticá-la. Quatro coisas para entender melhor a Palavra de Deus. Porque sem entendimento, é como o caminho que recebe a semente, os pássaros a comem, o maligno a carrega. Não fica nada.

Pe. João Carlos Ribeiro