10 agosto 2011

Igreja do Espírito Santo

A Igreja é o povo que Jesus reuniu para viver em comunhão com o Pai, no Espírito Santo.

O que é o que Pai tinha planejado? Qual o seu desígnio desde o início? Chamar homens e mulheres para viverem em comunhão com ele, como filhos e filhas, partilhando com eles a riqueza de sua glória.
Era esse o plano que desde o início ele pôs em prática com a criação. Com o pecado do ser humano, o Filho entrou em cena. Ele ofereceu-se a si mesmo em resgate dos pecadores. Reconciliou-nos com o Pai.

A missão de Jesus ficou completa e plena quando, 50 dias após a Páscoa, o Espírito Santo foi derramado sobre a comunidade dos discípulos. Foi o Pentecostes. A redenção que Jesus alcançou se completa com a graça derramada sobre o cristão, o próprio amor de Deus, que nos faz seus filhos. É como um batismo. Aliás, é o batismo da Igreja. Ela, o povo em comunhão com o Pai, recebe o dom do Espírito Santo. A pessoa divina do Espírito vem para habitar a Igreja, como num templo. O Espírito em nós nos faz filhos, nos faz estar em plena comunhão com o Pai. É o Espírito quem nos faz compreender as palavras de Cristo, quem atualiza a sua presença. E é ele quem nos impulsiona para a missão e o serviço.

O Espírito Santo veio para completar a obra do Filho: ele é o amor do Pai derramado em nossos corações. É o coroamento da obra de Jesus. Com a missão de Cristo e a missão do Espírito Santo, o plano do Pai começou a dar certo: homens e mulheres podem viver em comunhão com ele, como filhos e filhas, para sempre. O que é essa comunhão, já aqui ou na eternidade? É a própria Igreja. 

A presença do Espírito Santo na Igreja é a própria comunicação da graça de Deus sobre o seu povo. O Espírito Santo que Cristo-cabeça derrama nos seus membros, constrói, anima e santifica a Igreja. Nós rezamos no Credo: "Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na Comunhão dos Santos..." Quando afirmamos nossa fé no Espírito Santo, incluímos também a Igreja. Reconhecemos que a Igreja é obra de Deus, sacramento do seu plano de amor, e que continua assistida e habitada pelo Espírito Santo, que a santifica.
Por isso ela é santa, pela presença de Cristo e do seu Espírito. Dizemos ainda que ela é católica, isto é, Cristo está presente nela, como cabeça do corpo, e ela foi enviada a todos.

A Igreja é o povo que Jesus reuniu para viver em comunhão com o Pai, no Espírito Santo. Ela tem uma face temporal, isto é, tem sua organização na história. Comunidades, pastores, serviços. Tem sua face de instituição humana. Mas, não é só uma instituição formada de homens e mulheres, com tradições, leis e celebrações. É o povo em comunhão com o Pai, por meio de Cristo, no Espírito Santo. É mais do que aparece. Muito mais.

Pe. João Carlos Ribeiro 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E você, o que pensa sobre isso?